Enviada especial dos EUA para direitos LGBT cancela visita à Indonésia

3 de dezembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A enviada especial dos Estados Unidos para os direitos LGBT+ cancelou uma visita à Indonésia marcada para a próxima semana.

Os Estados Unidos anunciaram no dia 2 que tomaram essa decisão em consideração às preocupações da Indonésia em relação à visita da enviada Jessica Stern.

O Conselho Ulema, formado pelos principais estudiosos islâmicos da Indonésia, divulgou um comunicado no dia 2 e disse que a visita da enviada LGBT+ dos EUA pode afetar os valores religiosos e culturais do país.

Anwar Abbas, vice-presidente do Conselho Ulema, disse em comunicado que, como país religioso civilizado, os hóspedes devem ser respeitados, mas "não podemos aceitar hóspedes que vêm com o objetivo de prejudicar e arruinar os nobres valores da religião de nosso país e cultura".

Em resposta, o embaixador na Indonésia, Seong Kim, que também atua como representante especial do Departamento de Estado dos EUA para a Coreia do Norte, disse em comunicado que os Estados Unidos esperam continuar o diálogo sobre os direitos humanos LGBT+, mas decidiram cancelar a visita da enviada especial após discussões com o governo indonésio.

Ele disse que países como a Indonésia e os Estados Unidos têm algo a aprender uns com os outros sobre como combater o ódio e garantir sociedades mais prósperas e inclusivas para todos.

Fontes