Em partida emocionante, Corinthians goleia e avança na Copa do Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de abril de 2005

Brasil — Em Partida eletrizante, marcada por falhas do goleiro do Cianorte, da arbitragem, muitos momentos de emoção e gols, o time brasileiro do Corinthians goleou o Cianorte, tirando a diferença do jogo de ida em Maringá-PR, quando perdeu por 3 a 0, e garantiu vaga nas oitavas de final da copa do Brasil. Agora o Corinthians vai jogar contra o Figueirense, que eliminou o Remo, nos dias 20 e 27 de abril.

A equipe paulista mostrou raça e determinação com uma forte marcação. Roger, autor de 2 gols e Carlitos Tevez, também com 2 gols foram os destaques da partida que deu um sorriso aos 34 mil torcedores que lotaram o estádio do Pacaembu, na capital paulista.

A partida foi encarada como uma final de campeonato por ser a última chance do Corinthians sagrar-se campeão ainda este semestre e de quebra assegurar uma vaga para a Taça Libertadores da América, ano que vem, título este que o Corinthians ainda não possui em sua sala de troféus.

O Jogo

Precisando de 4 gols para assegurar a classificação, o Corinthians começou o jogo partindo para o ataque, mas encontrava dificuldades em passar pela defesa do Cianorte, que jogava na retranca. Entretanto aos 11 minutos, após falha do zagueiro Rocha que recuou mal para Adir, Tevez faz o corte, invade a área, dribla o goleiro e toca para o gol vazio: 1 a 0 para o Timão.

Tudo parecia que a porteira estava aberta e que a goleada logo se consolidaria. Mas o Árbitro Auxiliar Marcelo Carvalho cometeu um erro aos 27 minutos que daria o gol de empate ao Cianorte. Na cobrança de falta a favor do Cianorte, o Auxiliar não marcou impedimento no cruzamento de Daniel na área, em que quatro jogadores do Cianorte estavam em posição irregular. Um deles, Édson, aproveitou o rebote do goleiro Fábio Costa para fazer 1 a 1.

O gol do Cianorte caiu como um balde de água fria no ímpeto do Corinthians em conseguir a vaga. A partida ganhou equilíbrio. Mas aos 39 minutos, Bobô perdeu a oportunidade de se consagrar no jogo. Após cobrança rápida de falta por Roger, ele domina, dá um lençol no goleiro e, livre para fazer o gol, erra o chute sobre o travessão. A torcida se desesperou com tal atitude.

Quando o primeiro tempo caminhava para o empate, a estrela de Roger aparece para pôr o Corinthians novamente em vantagem no placar. Após receber um bom lançamento de Marcelo Mattos ele invade a área livre de marcação, e chuta forte e cruzado, no canto esquerdo do goleiro para fazer 2 a 1.

O Corinthians voltou outro time após o intervalo. Mais ousado e envolvente, a equipe do Parque São Jorge resolveu mostrar a que veio e tomou os rumos do jogo. Logo aos 45 segundos do segundo tempo, Roger avança pela esquerda e cruza para o segundo pau onde estava Carlos Alberto que domina e rola para Tevez fazer o segundo gol dele no jogo e o terceiro do Timão.

A pressão do Corinthians parecia não ter fim. Aos 5 minutos, Carlos Alberto recebe a bola, avança e chuta forte; a bola passa pelo goleiro, mas explode no travessão. No minuto seguinte, a insistência acaba dando resultado, mas de maneira inesperada. Falta para o Corinthians da intermediária: Roger bate forte, a bola bate no gramado, o goleiro Adir fura e a bola morre no fundo da rede: 4 a 1 para o Corinthians.

Só faltava um gol para sagrar o Corinthians classificado. Mesmo estando muito melhor no jogo, o Timão, não conseguia acertar a pontaria. Aos 20 e 23 minutos, com Roger e Marcelo Mattos o ataque corinthiano acertou o travessão do goleiro Adir.

O gol da classificação finalmente chegou aos 34 minutos do segundo tempo, premiando a boa atuação do lateral Gustavo Nery. Ele recebe o cruzamento de Édson na entrada da área, domina na meia-lua e chutou no canto esquerdo para fazer o gol salvador. O estádio veio abaixo. A explosão de alegria da Fiel torcida corinthiana traduziu o significado desse jogo: uma verdadeira decisão.

Ficha técnica

Corinthians 5 x 1 Cianorte

  • Realizado em 06 de abril de 2005 às 20:30 no Estádio do Pacaembu em São Paulo-SP.
  • Público: 34.330 pagantes. Renda: R$ 492.962,00
  • Árbitragem: Lourival Dias Lima Filho
  • Corinthians: Fábio Costa; Marinho (36 min/1ºT Rosinei), Betão e Sebá; Edson, Marcelo Mattos, Carlos Alberto (21 mim/2ºT Hugo), Roger (Cartão Amarelo, Gols aos 44 min/1ºT e 6 min/2ºT) e Gustavo Nery (Cartão Amarelo, Gol aos 34 min/2ºT); Bobô (29 min/2ºT Jô) e Tevez (Cartão Amarelo, Gols aos 11 min/1ºT e 40 seg/2ºT). Técnico: Daniel Passarella.
  • Cianorte: Adir (Cartão Amarelo); Edson (Gol aos 27 min/1ºT), Diego e Fábio; Daniel (Cartão Amarelo), Rocha, Cuca (Cartão Amarelo), Robert e Maurício (Cartão Amarelo - Thiago, intervalo); Binho (29´/2ºT Dario) e Márcio (Cartão Amarelo - 9´/2ºT Valdiran). Técnico: Caio Júnior.

Fontes