Em dia de Copa, Natal vive greve de ônibus e conta prejuízo após chuvas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de junho de 2014

Natal

o dia da partida entre Estados Unidos e Gana pela Copa do Mundo, turistas e moradores de Natal estão vivendo uma segunda-feira (16) de problemas devido à falta de ônibus, por conta da greve de motoristas de ônibus, que já dura cinco dias, e pela destruição de vias públicas e imóveis em decorrência das chuvas que ocorreram no fim de semana.

O trânsito em Natal ainda está complicado, porém o congestionamento diminuiu nesta tarde depois que os dois protestos -- dos rodoviários e de moradores -- foram finalizados. Segundo o site Via Certa Natal, que registra o trânsito na capital potiguar, às 16h havia 34 km de vias públicas com problemas de retenção. Natal chegou a registrar 40 km de vias congestionadas devido ao fluxo intenso de veículos às 12h30.

Os motoristas e cobradores de ônibus realizaram uma passeata pelas principais avenidas de Natal para pressionar o reajuste salarial da categoria, que pede 16% de aumento.

Os motoristas e cobradores de ônibus estão percorrendo as principais avenidas de Natal para pressionar o reajuste salarial da categoria, que pede 16% de aumento. Na última quinta-feira (12), o Sintro (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Rio Grande do Norte), filiado à CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), recusou a proposta da classe patronal de 5,68%, de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Sindicalistas cercaram a sede da Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana) e os servidores ficaram impedidos de sair. O protesto terminou por volta das 14h.

Segundo a Semob, 520 mil pessoas estão prejudicadas com a greve dos motoristas e cobradores.

Já moradores que residem perto da lagoa de São Conrado, no bairro Dix Sept Rosado, atearam fogo em pneus e interditaram por quatro horas a avenida Mário Câmara depois que tiveram as casas alagadas com a chuva.

Já moradores que residem próximo à lagoa de São Conrado, no bairro Dix Sept Rosado, estão fechando a avenida Mário Câmara depois que tiveram as casas alagadas com a chuva. Os manifestantes atearam fogo em pneus.

Chuvas Os estragos causados pelas chuvas deixaram 100 famílias desabrigadas no bairro Mãe Luíza, na zona leste. Segundo a prefeitura, 30 famílias estão desabrigadas.

Nesta segunda-feira, a Prefeitura de Natal decretou calamidade pública devido aos estragos causados pelas chuvas, que atingiram a capital desde a última sexta-feira (13). Segundo a Emparn (Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte), os os pluviômetros registraram pelo menos 221 mm nas últimas 36 horas.

Segundo a prefeitura, não há registro de vítimas e a Defesa Civil do município e o Corpo de Bombeiros orientaram moradores de dois prédios, na praia de Areia Preta, a deixar os apartamentos. O excesso de água fez uma adutora romper na escadaria e invadiu a avenida Silvio Pedroza. Um muro de arrimo cedeu e também houve deslizamento na rua do Condor.

Na tarde desta segunda-feira, a Defesa Civil de Natal e a Semob interditaram a avenida Governador Sílvio Pedroza, a partir da Ladeira do Sol, para evitar risco de acidentes e novos desabamentos.

Ônibus para os jogos Para não atrapalhar o deslocamento de torcedores para a partida EUA X Gana, que deverá ocorrer às 19h, na Arena das Dunas, a Justiça determinou que o Sintro circule com 90% da frota das 15h às 23h. Caso haja descumprimento, o desembargador Carlos Newton de Sousa Pinto determinou a aplicação de multa de R$ 100 mil.

A Semob deverá fiscalizar a saída e entrada dos ônibus nas garagens das empresas para contabilizar o número de ônibus em circulação e informar ao TRT se os rodoviários estarão cumprindo ou não a determinação judicial.

Rodoviários e empresários devem se reunir na próxima quarta-feira (18), no MPT (Ministério Público do Trabalho), para mais uma rodada de negociações. Atualmente o preço da tarifa é de R$ 2,20.



Fontes[editar]

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2014/06/16/em-dia-de-jogo-natal-