No último debate entre os presidenciáveis, o eleitor indeciso questiona e os candidatos respondem, entretanto, foi o debate mais tenso

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de outubro de 2006

Brasil


O último debate antes da realização do segundo turno das eleições presidencias de 2006 foi o mais tenso entre os dois candidatos, Geraldo Alckmin (coligação "Por Um País Decente" - PSDB/PFL) e o presidente-candidato Lula (coligação "A Força do Povo" - PT/PC do B/PRB). Além disso, a Rede Globo de Televisão abriu espaço para que eleitores indecisos para que esses questionassem os dois presidenciáveis. Na internet, o G1, o portal de notícias da Globo, transmitiu o debate em vídeo ao vivo, oferecendo entrevistas exclusivas antes e depois do evento com os presidenciáveis e demais políticos presentes. Segundo a emissora, o debate teve o pico de 38 pontos na audiência.

Ambos os candidatos mantiveram o clima de tensão, trocando acusações e ironias, apesar de estarem respodendo às perguntas dos eleitores. Lula chegou a ter um contato físico com Alckmin, segurando o braço e tocando nele.

O debate mais foi um clássico conflito entre PT e PSDB, onde há muitas trocas de acusações, como feitas sobre a privatização da Amazônia, o caso do dossiê (críticas do candidato tucano), a comparação dos governos PT e PSDB (um exemplo da crítica do petista).


Fontes