Eleições presidenciais polonesas vão ao segundo turno

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de junho de 2020

Bandeira da Polônia
Outras notícias sobre a Polônia
Localização da Polônia
Localização da Polônia

A eleição presidencial na Polônia parece estar se preparando para um segundo turno, depois que nenhum candidato ter conquistado a maioria dos votos necessários para uma vitória definitiva.

As pesquisas indicam que o presidente de direita Andrzej Duda possui 42% dos votos e o prefeito de Varsóvia, Rafał Trzaskowski, detém 30%. A personalidade televisiva Szymon Holownia aparece com 13%. Os eleitorais não esperam mudanças no resultado final, o que significa que os dois principais candidatos se enfrentarão em uma segunda rodada no dia 12 de julho.

O Partido Lei e Justiça de Duda espera poder ampliar sua maioria no parlamento e implementar políticas sociais, judiciais e de imigração conservadoras que muitos outros na União Europeia criticaram como antidemocráticas. Eles incluem a promessa do presidente de proibir as aulas de direitos de LGBTs nas escolas.

Trzaskowski, do partido Plataforma Cívica, fez uma campanha com promessas de preservar os programas populares de bem-estar, mas disse que iria bloquear qualquer legislação que considere inconstitucional. Ele também diz que restauraria boas relações com a União Europeia.

A pandemia de COVID-19 forçou um atraso de quase dois meses nas eleições. Observadores dizem que o adiamento afetou Duda, que estimava se eleger em primeiro turno, mas sua popularidade nas pesquisas caiu depois que o Plataforma Cívica substituiu Małgorzata Kidawa-Błońska, menos popular, por Trzaskowski e todos candidatos tiveram permissão para realizarem suas campanhas quando as restrições reduziram.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com