Eleições em Angola: João Lourenço e Bornito de Sousa dispensados por José Eduardo dos Santos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Angola
Outras notícias sobre o Angola
Localização do Angola
fp=as}} Angola

Agência VOA

Ministros deixam os seus cargos para se dedicarem à campanha eleitoral

25 de julho de 2017

A informação, avançada pela Agência de Notícias angolana, a Angop, consta de uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República, dando conta que José Eduardo dos Santos assinou ontem (24), dois despachos, através dos quais aprova a dispensa de exercício de funções de João Manuel Gonçalves Lourenço, como ministro da Defesa Nacional, e de Bornito de Sousa Baltazar Diogo, como ministro da Administração do Território.

Noutros despachos, José Eduardo dos Santos nomeia Salviano de Jesus Cerqueira, secretário de Estado para os Recursos Materiais, para responder pelos assuntos correntes do Ministério da Defesa Nacional, e Adão Francisco Correia de Almeida, secretário de Estado para os Assuntos Institucionais, para os assuntos correntes do Ministério da Administração do Território.

Os despachos presidenciais tiveram como fundamento a Constituição da República de Angola e a Lei Orgânica sobre às Eleições Gerais, que estabelece que os candidatos a Presidente da República, a vice-presidente da República e a deputados a Assembleia Nacional têm direito à dispensa do exercício das respectivas funções, sejam públicas ou privadas, nos 30 dias anteriores à data do escrutínio.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati