EUA alerta sobre aumento da criminalidade, migração e crise política na América Latina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de abril de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O recente relatório dos serviços de inteligência dos Estados Unidos, sobre a avaliação das ameaças à segurança nacional, alerta que em consequência da pandemia de COVID-19, a América Latina experimentará um aumento da pobreza, migração, crime organizado e tráfico de drogas, e prevê maior pressão na fronteira sul do país com grupos irregulares de migrantes.

Em nível regional, também alerta sobre a volatilidade política no hemisfério ocidental cada vez mais polarizado e a frustração pública que aumentou devido a profundas recessões econômicas devido à pandemia, o que também agravou as preocupações públicas sobre o crime e a corrupção generalizada.

Protestos sociais como os ocorridos na Guatemala, Colômbia e Peru, explica o relatório, fazem parte dessas frustrações; também destaca os próximos eventos eleitorais em Honduras e na Nicarágua que estão ocorrendo em meio a uma forte polarização.

“A América Latina realizará várias eleições presidenciais e legislativas neste ano, algumas das quais, como Honduras e Nicarágua, estão ocorrendo em meio a um ambiente de forte polarização, resultados que muito provavelmente darão lugar a denúncias de fraude”, explica o relatório.

Para a Venezuela, a comunidade de inteligência não prevê uma solução imediata para a crise e alerta que o agravamento promovido pela crise política e econômica no país petrolífero continuará a impulsionar as migrações de venezuelanos para outros países do sul.

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit