EUA: Departamento de Estado defende a remoção de Houthis da lista de terroristas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Houthis protestam contra ataques aéreos no 2015

8 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O governo dos Estados Unidos alertou os rebeldes Houthis do Iêmen contra os ataques em andamento contra civis poucos dias após moverem o grupo de uma lista negra de terrorismo.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos publicou a seguinte nota:

"Como o presidente está tomando medidas para encerrar a guerra no Iêmen e a Arábia Saudita endossou um acordo negociado, os Estados Unidos estão profundamente preocupados com os contínuos ataques Houthi. Exortamos os Houthis a cessar imediatamente os ataques que atingem áreas civis dentro da Arábia Saudita e a deter quaisquer novas ofensivas militares dentro do Iêmen, que só trazem mais sofrimento para o povo iemenita. Instamos os Houthis a evitar ações desestabilizadoras e demonstrar seu compromisso de se engajar construtivamente nos esforços do Enviado Especial da ONU Griffiths para alcançar a paz. Chegou a hora de acabar com este conflito."

O Secretary de Estado Antony Blinken notificou o Congresso dos Estados Unidos da decisão de retirar os Houthis da lista negra de terrorismo na sexta-feira, apenas para se ver forçado a exigir no domingo que os militantes “cessassem imediatamente os ataques que atingiam áreas civis dentro da Arábia Saudita”.

O enviado especial da ONU para o Iêmen, Martin Griffths, está atualmente em Teerã, reunindo-se com altos funcionários para explorar formas de reduzir as tensões e um possível cessar-fogo entre os lados em guerra no Iêmen.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit