Documentos mostram que empresas de Marcos Valério sacaram cerca de 20 milhões do Banco Rural do Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de junho de 2005

Brasil — A revista brasileira "IstoÉ" trouxe esta semana uma reportagem que diz que as empresas DNA e SMP&B do publicitário mineiro Marcos Valério Fernandes de Souza sacaram, em dinheiro, um total de R$ 20,9 milhões entre julho de 2003 e maio de 2005.

A revista fez o levantamento a partir de documentos do Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf), órgão ligado ao Ministério da Fazenda e que monitora as operações financeiras no Brasil.

Segundo o deputado Roberto Jefferson foi Marcos Valério Fernandes de Souza que lhe entregou uma maleta cheia de dinheiro como pagamento de um acordo do PTB com o Partido dos Trabalhadores (PT). Em depoimento para a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o escândalo dos Correios, Jefferson disse que Marcos Valério contou que o dinheiro do mensalão vinha via agências de publicidade que têm contratos com o governo.

Páginas externas[editar]

Ver também[editar]

Fontes[editar]