Documentos do brasileiro Banco Rural mostram quem sacou dinheiro das contas das empresas de empresário suspeito do mensalão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

20 de julho de 2005

Brasil — Vários documentos foram enviados pelo Banco Rural para a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios. Os documentos evidenciam os nomes das pessoas que sacaram dinheiros das contas das empresas DNA e SMPB, do empresário Marcos Valério, suspeito de ser o operador do suposto mensalão.

A lista parcial das pessoas que sacaram dinheiro das contas das empresas de Valério no Banco Rural é a seguinte:

maiores saques

  • Anita Leocádia: assessora do deputado Paulo Rocha. Ela sacou R$ 470 mil.
  • Célio: assessor do deputado Bispo Rodrigues. Sacou R$ 150 mil.
  • Davi Rodrigues Alves. Sacou cerca de R$ 5 milhões.
  • Jacinto Souza Lamas: ex-tesoureiro do Partido Liberal (PL). Saque de R$ 400 mil.
  • João Claudio Genu: chefe do gabinete do deputado José Janene (PP/Paraná). Saque de cerca de R$ 1 milhão.
  • Josias Gomes: deputado e presidente do diretório do Partido dos Trabalhadores da Bahia. Fez dois saques de R$ 50 mil.
  • Simone Reis Vasconcelos: sacou cerca de R$ 10 milhões.
  • Marcia Regina Cunha: esposa do ex-presidente da Câmara dos deputados João Paulo Cunha, do Partido dos Trabalhadores. Sacou R$ 50 mil.

Outros saques

  • Antonio Silva Barros
  • Cantídio Cotta de Figueiredo
  • Cristiano Paiva Neves
  • Eliane Alves Lopes
  • Jair dos Santos
  • José Luiz Alves
  • Nilton Vieira da Silva
  • Luís Carlos Costa Lara
  • Luiz Carlos Miranda Farias
  • Luís Mazano
  • Paulo Menegucci
  • Raimundo Ferreira da Silva: assessor do deputado Paulo Delgado.
  • Roberto Costa Pinho
  • Rodrigo Barbosa Fernandes
  • Rui Milan
  • Wilmar Lacerda: presidente do Partido dos Trabalhadores do Distrito Federal.

Fontes