Discussão:Fim da pena de morte nos Estados Unidos, para delinquentes menores

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Apenas alguns problemas que encontrei no artigo. Não sei se terei tempo para corrigí-lo, mas espero que minhas observações abaixo possam ajudar.

"Este país[EUA], segundo a AI é responsável pela maioria das execuções conhecidas desde 1990: 19 de um total de 39." A afirmação é no mínimo pouco precisa. Também não consegui encontrar a referência para a afirmação.

No sítio da Anistia Internacional lê-se:

Em 2002, 81 por cento de todas as execuções conhecidas tiveram lugar na China, Irão e nos EUA. Na China, os registos limitados e incompletos acessíveis à Amnistia Internacional indicavam que pelo menos 1060 pessoas foram executadas, embora se pense que o verdadeiro número é muito mais elevado. Pelo menos 113 execuções foram concretizadas no Irão. Setenta e uma pessoas foram executadas nos EUA.

Talvez possamos também acrescentar Cuba a essa lista, embora a Aministia não mencione.

Há várias pessoas, em número significativo, entre o povo, políticos e jornalistas que são favoráveis à pena de morte. Ainda que muitos de nós sejam contra a pena de morte, é necessário acrescentar um ponto de vista, de forma honesta que representa de maneira favorável o interesse dessas pessoas. Por favor, consulta: ponto de vista neutro.--Carlosar 11:54, 7 Mar 2005 (UTC)

O artigo é sobre a execução de criminosos que cometeram crimes enquanto menores, não sobre a pena de morte em si. Ver o título na notícia: "Fim da pena de morte nos Estados Unidos, para delinquentes menores" Os dados e números referem-se ás execuções relativas a crimes cometidos por criminosos enquanto menores. Este facto já está referenciado no texto. Não encontrei posições favoráveis a este tipo de execuções, mas também confesso que não as procurei muito. Será boa ideia deixar o artigo em pausa durante algum tempo (proponho 48h) até que encontremos as devidas opiniões. --OsvaldoGago 12:14, 7 Mar 2005 (UTC)

Encontrei a referência[editar]

Encontrei a referência para a declaração do artigo. Precisa especificar que ela se refere a menores. Também acho que continuam válidas algumas observações que fiz acima sobre a pena de morte em outros países (ainda que não se refiram a menores). --Carlosar 12:17, 7 Mar 2005 (UTC)

Sabe-se que, desde 1990, sete países executaram prisioneiros que tinham menos de 18 anos na altura do crime – (República Democrática do) Congo, Irão, Nigéria, Paquistão, Arábia Saudita, EUA e Iémen. O país que realizou o maior número de execuções conhecidas de menores foi os EUA (17 desde 1990). Fonte: Aministia Internacional

Isto também pode ser útil:

Entre a população em geral, no entanto, as pesquisas mostram que a pena de morte, adotada em 38 dos 50 Estados americanos, tem ampla aceitação. E só neste ano já foram executados 36 condenados nos Estados Unidos, enquanto outros 3,5 mil estão em corredores da morte pelo país. BBC Brasil

Talvez seja mais claro falar de "Menores de idade" ? --OsvaldoGago 12:16, 7 Mar 2005 (UTC)

Artigo é claro ? Coloquem as vossas opiniões para melhoramentos.[editar]

A questão está em perguntar se a comunidade pt.wikinews acha que o artigo é claro nos seguintes aspectos:

Pontos em dúvida: (podem não ser claros)[editar]

1) O artigo refere-se a uma decisão do supremo tribunal dos EUA.

2) O artigo refere-se á aplicação da pena de morte por crimes cometidos por criminosos enquanto menores de idade.

3) O artigo refere-se á posição da Amnistia Internacional expressada no seu sítio internet e á decisão do supremo tribunal dos EUA.

4) O artigo não é um dossier sobre a pena de morte.

Eu acho que não precisamos escrever um dossier sobre a pena de morte. O que precisa ser feito é detalhar bem a decisão, como funcionava antes, algumas conseqüências. Quanto à precisão, acho que agora está quase bom.

A AI tem uma opinião contrária à pena de morte. Precisamos apenas dizer que há pessoas a favor e se possível expressar algum motivo, ou então colocar a fala de alguém importante que defenda a pena de morte. Acho que não é necessário extender-se em demasia ( a não ser que alguém tenha interesse em desenvolver um grande projeto sobre a pena de morte, o que seria mais complicado e demoraria mais). Não acho que seja necessário retirar algumas das considerações originais do artigo. Só precisa acrescentar. --Carlosar 20:10, 7 Mar 2005 (UTC)

Outras formas de abordar e outras fontes[editar]

Na perspectiva de construir uma notícia que aborde todos os pontos de vista, talvez seja útil que procuremos outras reacções à posição do supremo tribunal que não apenas a da Amnistia Internacional.

Ver ainda a notícia no Wikinews Espanhol para outra forma de apresentar a informação sobre o mesmo assunto.

Mesma notícia no Wikinews em Espanhol

Mesmo assunto no Wikinews em Inglês

--OsvaldoGago 12:41, 7 Mar 2005 (UTC)

  • Bom argumento contra a pena de morte para menores:
There is also consensus among the scientific and medical communities that the juvenile death penalty should be abolished. This momentum against the juvenile death penalty is consistent with well-established scientific knowledge of adolescent development. It is recognized among health professionals that while sixteen and seventeen year olds should be held accountable for their actions, they do not possess the maturity and mental capacities required to justify the most severe adult punishment. Roper vs Simmons
  • Argumentos favoráveis a pena de morte em menores:
    • muitos crimes graves são cometidos por menores no limiar da maioridade (perto de completar 18 anos)
    • criminosos se aproveitam da proteção legal a menores para praticar crimes
    • a grande maioria das execuções é de menores com mais de 16 anos


Acrescentei alguns fatos baseados nos artigos em inglês e espanhol, e de algumas outras referências. --Carlosar 20:12, 7 Mar 2005 (UTC)

Proponho prazo para o artigo ser publicado 48h depois de levantada a questão da "neutralidade disputada"[editar]

Proponho que o artigo seja publicado decorridas 48h de ser levantada assinalada a questão da "neutralidade disputada". Se não tiver mais alterações, a versão actual parece-me bem.


Na minha opinião pessoal fizeram-se progressos no sentido de aproximar-nos do ponto de vista neutro, sugiro ainda adicionar mais ligações a artigos noutros orgãos de imprensa de referência. O "Guardian" tem algum artigo sobre o asunto que merece referência. Hoje por razões pessoais não posso dedicar mais tempo ao estudo sério da questão. Amanhã a partir das 19h (UTC) poderei voltar a abordar o assunto. A paginação (subtítilos) poderá melhorar a legibilidade do artigo--OsvaldoGago 23:30, 7 Mar 2005 (UTC)


Eu fiz algumas modificações e gostaria que vocês analisassem. Procurei colocar argumentos favoráveis para os dois lados, sem fugir muito do assunto e sem extender demais. Também preservei o texto que havia anteriormente (apenas corrigi um pouco a redação para ele ficar mais claro. Todavia procurei preservar a intenção inicial do texto). Para mim está bom agora, sem mais queixas. --Carlosar 02:40, 8 Mar 2005 (UTC)

Coloquei mais informações retiradas do artigo publicado na versão inglesa do Wikinews. O artigo está bem informativo e descreve bem o caso. --Carlosar 11:54, 8 Mar 2005 (UTC)

Vou fazer a alteração para publicar, pese o facto de ainda não ter decorrido o prazo na totalidade, de qualquer forma o artigo pode ainda ser alterado por outros utilizadores. As últimas alterações de Carlosar tornaram-no claro e com PVN. Parabéns pelo bom trabalho. --OsvaldoGago 20:02, 8 Mar 2005 (UTC)

Título[editar]

A vírgula no título do artigo me parece inadequada. Gbiten 20:24, 8 Mar 2005 (UTC)

Vendo bem, concordo --OsvaldoGago 20:55, 8 Mar 2005 (UTC)