Diretor coreano Kim Ki-duk morre de COVID-19 na Letônia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Na sexta-feira, 11 de dezembro, morreu na Letônia de complicações da COVID-19 o diretor e roteirista sul-coreano Kim Ki-duk. Ele tinha 59 anos.

Kim Ki-duk chegou à Letônia vindo de São Petersburgo em 20 de novembro. De acordo com informações não confirmadas, ele planejava comprar uma casa e obter autorização de residência. Desde 5 de dezembro, Kim Ki-duk parou de se comunicar. Quando ele não apareceu para uma consulta agendada, seus colegas começaram a ligar para hospitais. A busca foi difícil devido às regras de proteção de dados pessoais. De alguma forma foi possível obter a informação de que o diretor faleceu no hospital às 1h20 do dia 11 de dezembro por complicações do COVID-19.

A Embaixada da Coreia do Sul na Letônia, quando questionada pela mídia para confirmar a morte, disse que no momento não estava pronta para comentar esta informação.

Nos últimos anos, Kim Ki-duk esteve intimamente associado à Rússia e ao Cazaquistão. No ano passado fez parte do júri do Festival Internacional de Cinema de Moscou.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com