Devido à morte da avó por Covid-19, Michelle Bolsonaro tem briga com familiares

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de agosto de 2020

“Você não fez absolutamente nada por nossa avó”, escreveu Eduardo de Castro, um primo de Michelle Bolsonaro, em seu instagram numa referência à morte de Maria Ferreira, avó da primeira-dama, ontem por Covid-19. Irritada, a esposa do presidente Jair Bolsonaro respondeu: "Vou te processar por esta postagem". (...) "Seu m...".

Na mesma rede social, Eduardo explicou depois através de um vídeo: “Sim, sou primo da criatura, a pessoa mais ingrata que eu conheci”. (...) “Me respondeu, me xingou, desceu o nível, nem parece uma primeira-dama”. (...) “Não tenho medo dela, porque não falei mentiras. Se ela quer bater de frente, a gente bate de frente”. (...) “A gente da família sempre defendeu ela, mas o poder subiu à cabeça. Ninguém a reconhece mais, ninguém da família gosta, as pessoas que gostam, gostam só para bajular”. (...) “Tem muitas coisas para falar que a gente guardou por anos, para defender o nome e a posição dela”.

O assunto foi um dos mais comentados hoje de manhã no Twitter e o termo “Michelle Bolsonaro" esteve nos topic trends (tópicos-tendência), com internautas criticando a postura da primeira-dama. Um deles escreveu: “Eu gostaria de salientar que dona Michelle Bolsonaro correu para emitir nota sobre o primo fofoqueiro, mas silenciou total sobre os cheques do Queiroz em sua conta. Prioridades”. “Chocada com a linguagem da primeira dama, Michelle Bolsonaro, que é cristã convicta.”, escreveu uma internauta.

O Estado de Minas divulgou o assunto com o título: "Barraco! Primo de Michelle Bolsonaro promete revelar segredos da primeira-dama”. No website do jornal, a matéria era a 1ª na lista de mais lidas.

Alguns também defenderam a primeira-dama. Um internauta twittou: “É sabido que a avó da Michelle Bolsonaro era envolvida em coisas erradas e desde muito jovem ela não compactuou com nada disto”.

Em seu Twitter, Michelle escreveu: “Infelizmente muitos se aproveitam da nossa posição para buscar holofotes. Confiando na justiça de Deus”.

A morte da avó

Maria Aparecida Firmo Ferreira morreu ontem em Ceilândia, no Distrito Federal, após uma internação de cerca de um mês e meio devido a Covid-19.

Ao ser internada no início de julho, o assunto também causou polêmica no Twitter, quando internautas fizeram referências à cloroquina, substância defendida, sem comprovação científica, por Bolsonaro como a cura para a Covid.

Ontem, nem Michelle, nem Bolsonaro e nem o Palácio do Planalto haviam comentado a morte de Maria.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com