Desfile das campeãs no Rio tem ingressos à venda; TV Brasil fará a transmissão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Agência Brasil

2 de março de 2017

O tradicional desfile das campeãs do carnaval do Rio de Janeiro ainda tem ingressos à venda. No sábado (4), as seis primeiras colocadas do Grupo Especial vão se apresentar na Marquês de Sapucaí a partir das 22h. A Portela, campeã do carnaval, será a última escola a desfilar, a partir das 3h de domingo (5). A Beija-Flor, sexta colocada do carnaval deste ano, será a primeira a entrar na avenida, seguida da Acadêmicos do Grande Rio, Mangueira, Salgueiro e da vice-campeã Mocidade Independente de Padre Miguel.

Os ingressos custam entre R$ 140 e R$ 300 para as arquibancadas, sendo os mais caros para o Setor 5. As frisas e camarotes não estão mais disponíveis. A venda é feita na bilheteria do Sambódromo e na Rua da Alfândega número 25, no centro, entre 10h e 16h. No sábado, apenas a bilheteria do Sambódromo vai estar aberta, das 10h às 23h. A venda é limitada a quatro ingressos por CPF e o pagamento deve ser feito em dinheiro.

Portela

A Portela, grande campeã do carnaval 2017, trouxe para Marquês de Sapucaí um enredo sobre os rios, inspirado na canção Foi um rio que passou em minha vida, do portelense Paulinho da Viola, A comissão de frente, representando a piracema, abriu espaço para carros que esguichavam água na avenida e animais, como crocodilos, reproduzidos em fantasias de tamanho real, além de mitos da cultura popular amazônica, como a Iara, o Boiuna e do boto cor-de-rosa.

O desfile também lembrou o desastre ambiental da cidade mineira de Mariana, em novembro de 2015, quando o rompimento de uma barragem da empresa Samarco lançou uma avalanche de rejeitos de mineração no Rio Doce.

Na alegoria “Um Rio que era Doce”, um carro coberto de barro trazia esculturas de pescadores aos prantos e componentes sujos de lama, que desfilaram com placas contendo os dizeres “justiça”, “morte” e “miséria”, causando comoção.

A escola conquistou o título depois de 33 anos, sob o comando do carnavalesco Paulo Barros, há dois anos à frente da Azul e Branca de Tia Surica, Noca e Monarco, baluartes do samba.

Transmissão na TV Brasil

Quem não puder ver as escolas de pertinho pode acompanhar o desfile ao vivo pela TV Brasil, a partir das 21h30. A transmissão incluirá um bate-papo com especialistas sobre o carnaval carioca, no estúdio, e terá entrevistas com carnavalescos e diretores das escolas, na avenida. O historiador Luiz Antonio Simas, a sambista Dorina e o jornalista Anderson Baltar estão entre os convidados.

A transmissão será comandada pelos apresentadores Luciana Barreto e Tiago Alves.

Fonte

Notícias Relacionadas

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati