Democratas cristãos ganham cadeira extra em Dresden e consolidam vitória nas eleições federais na Alemanha

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de outubro de 2005

O Partido da União Democrata Cristã (CDU) liderado por Angela Merkel ganhou a cadeira extra da eleição em Dresden, finalizando as Eleições Federais Alemãs de 2005.

As eleições alemãs ocorreram em 18 de setembro. Contudo, devido ao falecimento de um dos candidatos, a eleição em Dresden foi adiada para 2 de outubro.

Com a nova cadeira de Dresden aumentou a vantagem do CDU sobre o Partido Social Democrata (SPD), liderado pelo chanceler Gerhard Schröder.

O SPD teve uma melhor votação na nova eleição, ficando com 27,9% dos votos. Foi seguido pelo CDU com 24,4%, A Esquerda com 19,7%, Democratas Livres 16,6% e Verdes com 7,1%.

O CDU tinha pedido a seus apoiadores para não votar neles na segunda eleição. Devido a uma falha no sistema de votação alemão, o partido perderia uma cadeira se recebesse muitos votos.

Uma das cadeiras mudou de estado. Cajus Julius Caesar (sic), do CDU de Renânia do Norte-Vestfália perdeu para Anette Hübinger, também do CDU, mas de Sarre.

O resultado completo da eleição alemã pode ser visto na Wikipédia.


Fontes