Defesa pede a juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, rejeição da denúncia e absolvição de João Vaccari Neto

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

30 de setembro de 2015

A defesa do ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), João Vaccari Neto pediu hoje (30) absolvição à Justiça Federal em Curitiba. Há duas semanas, o juiz Sérgio Moro aceitou denúncia contra Vaccari e mais 14 investigados na Operação Lava Jato.

Segundo o Ministério Público, o ex-tesoureiro era responsável por “recolher propina” dos contratos da Diretoria de Serviços da Petrobras com empreiteiras investigadas na operação.

Em nota, o advogado Luiz Flávio D’urso afirmou que as acusações contra Vaccari estão baseadas somente em informações prestadas por delatores, sem apresentação de provas.

“Dessa forma, considerando que para o recebimento da denúncia é preciso que haja justa causa para a ação penal e que essa justa causa inexiste neste caso pela falta de prova da existência de crime, a defesa requereu a rejeição da denúncia, além de sustentar que não ocorreu nenhum crime, razão pela qual pede a absolvição sumária do sr. Vaccari.”, informou o advogado.

D’urso também declarou que o ex-tesoureiro arrolou como testemunhas de defesa os deputados federais Paulo Teixeira (PT-SP) e Marco Maia (PT-RS), além dos senadores Delcidio Amaral (PT-MS) e Ângela Portela (PT-RR).

Notícias Relacionadas

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati