De Agatha para Alex: ciclone é renomeado e segue, pelo Atlântico, da Flórida para o Reino Unido

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

6 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O ciclone Alex hoje
A trajetória de Agatha até virar Alex depois de passar pela Flórida, quando seus ventos sustentados voltaram a passar de 65km/h

O ciclone tropical Agatha, primeiro sistema a ser nomeado na temporada de furacões do Pacífico Leste de 2022, que tocou terra na costa do estado de Oaxaca, México, como um furacão na semana passada, enfraqueceu, atravessou o sul do país, encontrou-se com uma área de baixa pressão perto de Cuba, rumou para o sul da Flórida, que atravessou enquanto causava estragos numa vasta área, incluindo Miami, que teve ventania e inundações devido às fortes chuvas, e na madrugada de ontem, quando se intensificou para uma tempestade tropical, foi nomeado Alex, o primeiro ciclone tropical da Temporada de furacões no Atlântico de 2022.

Segundo o NHC, os efeitos do fenômeno - ventos de 60 a100km/h e chuvas - devem ser sentidos nas ilhas Bermudas hoje, enquanto o sistema ruma para nordeste no Atlântico, onde na quinta-feira deve se aproximar da costa oeste do Reino Unido, onde também se esperam ventania e precipitações (veja trajetória aqui).

A transição do fenômeno não é um fato isolado e a previsão de que Agatha se tornasse Alex já vinha sendo feita desde a semana passada pelos serviços de meteorologia ao redor do mundo.

Notícias relacionadas

Fontes