Datena deixa a TV Record menos de dois meses na emissora e volta à TV Bandeirantes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Luiz Datena em 2008.

1 de agosto de 2011

Brasil

O apresentador do Cidade Alerta, José Luiz Datena, deixou hoje a TV Record, depois de menos de dois meses de ser contatado da emissora, atualmente vice-líder de audiência na televisão brasileira. Datena, como é mais conhecido, deixou a TV Bandeirantes em maio, depois de oito anos na emissora, atualmente na quarta de audiência. Até a troca de TVs, era apresentador do Brasil Urgente (das 17 até 19 horas e 20 minutos), responsável pela vice-liderança em todo o território brasileiro, perdendo apenas pela TV Globo, que alguns momentos chega até a ultrapasssar a líder.

Segundo a imprensa televisiva brasileira, os motivos da saída da Record e a volta da Bandeirantes era o péssimo desempenho no IBOPE (medidor de audiência brasileiro), problemas internos que levaram reclamações do apresentador. Ele mesmo chegou a afirmar publicamente que a então emissora que recém-chegada, deixou de cumprir a maioria das promessas na época que contrato foi assinado no maio deste ano, quando a direção da Record passou sob censura no programa policial, já que todo o material tinha de passar por prévia aprovação da direção e temas proibidos, como homossexualismo, eram vetados. A Record é de propriedade de Edir Macedo, bispo e fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.

Cidade Alerta[editar]

Durante a apresentação do Datena, a Record gastou milhões de reais para colocar o Cidade Alerta no ar novamente (que saiu da grade de programação em 2005), com nova equipe e cenário; contratações ao levar a peso de ouro, o Comandante Hamilton (ganhando dobro da Bandeirantes) e Simão Scholz (editor-chefe do “Brasil Urgente”). Curiosamente, durante quase um mês a atração não teve intervalos comerciais (para evitar que a audiência caísse para concorrência), o que jornalístico não faturou nada nesse período, o que levou o começo da crise.

Saída[editar]

Na semana passada, Datena esteve no noticiário de diversas colunas e portais brasileiros sobre boatos da saída da emissora. Uns dos problemas era a notícia que foi condenado a indenizar R$ 60 mil reais ao juiz de Direito e por ter intimidado ao vivo o presidente do IBOPE, Carlos Montenegro. No dia 29 de julho, na sexta-feira, Datena encerrou aos telespectadores no Cidade Alerta com: "Até um dia", após quebrar um contrato de quatro anos, com apenas dois meses no ar, em seguida a carta de demissão ser entregue assim que deixasse o estúdio da emissora. A assessoria de imprensa da Rede Record não comentou a situação.

Reações[editar]

A Record anunciou que vai cobrar R$ 25 milhões de reais por quebra de contrato, mas Datena vai recorrer para não pagar, sob alegação que ele trabalhou sob censura, o mesmo motivo que o levou a sair da mesma Record em 2003, quando decidiu sair da rede pela Bandeirantes, que por curiosamente deu maior liberdade ao apresentador, ao contrário da concorrente. Já sobre Bandeirantes, Datena retorna em 8 de agosto. William Travassos, apresentador do extinto SP no Ar, passa a comandar o noticiário hoje (1/8).

Datena mencionou na coluna do jornal Diário de S.Paulo, sem apontar motivo de saída, provavelmente por conta do contrato que mantém proibição dos recém-saídos da Record, que não era exatamente como ele esperava e percebeu que as "coisas" não dariam certo e agradeceu aos fãs e leitores pela preocupação por sua reviravolta.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati