FMI prevê menor crescimento desde a II Guerra Mundial

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de janeiro de 2009

O Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou nesta quarta-feira (28) a previsão de crescimento da economia mundial, para 0,5%. Se confirmado, será o pior desempenho global desde a Segunda Guerra Mundial.


Cquote1.png

A despeito das fortes ações políticas, a pressão sobre os mercados financeiros continua aguda, puxando a economia real para baixo. Uma recuperação econômica sustentável não será possível até que o setor financeiro tenha suas funcionalidades restauradas e o mercado de crédito seja desobstruído. Para isso, são necessárias novas iniciativas políticas que levem a a reconhecer de maneira crível os empréstimos podres; selecionar as companhias financeiras segundo sua viabilidade no médio prazo; e dar apoio público às que se mostrem viáveis, injetando capital e eliminando os ativos de má qualidade.

Cquote2.svg
Relatório do FMI sobre a economia global




Além do rebaixamento do crescimento global, o FMI também revisou para cima o tamanho das perdas causadas pelos papéis atrelados ao crédito imobiliário de alto risco, os chamados "subprime" norte-americano para US$ 2,2 trilhões.

Segundo o relatório, a Zona do Euro sofrerá uma recessão de -2,0%, enquanto o Brasil apresenta um crescimento de 1,8%, bem abaixo da média dos últimos 4 anos. Dentre os países do BRICs, apenas a Rússia deverá apresentar recessão.

Fontes[editar]