Saltar para o conteúdo

Covid-19: pandemia deve acelerar desigualdade nos EUA, que já é a pior dos últimos 50 anos

Fonte: Wikinotícias

20 de dezembro de 2020

Email Facebook X WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Em Estados Unidos, a conta para a pandemia chegou. Um estudo coassinado pelo professor de Harvard e economista David Cutler calculou os problemas de saúde do país causados ​​pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) os gastos com a crise foram 16 trilhões. Porém, o dano social deve ser maior — e é incomensurável.

"Alguns pesquisadores apontaram que a desigualdade exacerbou o terrível crescimento. Embora o relatório oficial da Oxfam mostrasse que a riqueza bilionária cresceu, ele só foi divulgado em janeiro, mas já sabemos que as pessoas mais ricas do mundo se tornaram muito ricas. pior crise da história moderna”, disse ao Brasil de Fato professor da Universidade de Oxford e autor de“ Desigualdade e 1% ”, geógrafo social Danny Dorling.

Conforme o último Censo dos EUA divulgado no início de 2020, a desigualdade do país é a maior dos últimos 50 anos, com 1% das pessoas mais ricas acumulando 35% de toda a riqueza local.

“É importante lembrar que quando falamos de desigualdade, não estamos falando de pobreza. Pobreza é sobre padrões absolutos, e desigualdade é sobre distância entre as pessoas”, disse Dorling.

Notícias Relacionadas

Fonte