Covid-19: morre mãe de Luciano Hang, da Havan, notório defensor da cloroquina e crítico da medida de isolamento social

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Regina Modesti Hang, mãe do empresário Luciano Hang, dono da Havan e grande apoiador do presidente Jair Bolsonaro, morreu hoje em São Paulo devido a piora do quadro de covid-19. Ela tinha 82 anos e estava internada há mais de duas semanas no hospital Sancta Maggiore na Zona Sul da capital paulista.

Ela foi internada na mesma época que Luciano, que, no entanto, precisou de cerca de cinco dias para se recuperar da doença, que também acometeu sua esposa.

"Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Hang costuma contestar o isolamento social e usar as redes sociais para defender o uso de hidroxicloroquina", escreveu o G1 na matéria em seu website.

No Twitter, numa publicação do UOL, alguns usuários comentaram o assunto. Um deles escreveu: "E daí? Quer que eu faça o quê? Não sou coveiro. Sou Messias, mas não faço milagre.", numa referência a uma das frases famosas e polêmicas usadas por Bolsonaro durante a pandemia. Outra usuária comentou: "Ele tomou do próprio veneno."

Em seu Instagram, Luciano postou uma foto com sua genitora e escreveu que "a dor de perder uma mãe é inexplicável".

A avó de Michelle Bolsonaro, esposa do presidente, também morreu de covid meses atrás.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit