Covid-19: em pior cenário da segunda onda, Brasil tem 4ª semana seguida com mais de 7 mil óbitos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Painel Covid do Conass

Desde o surgimento da segunda onda da pandemia de covid-19 no Brasil, em meados de novembro passado, quando o aumento dos casos e óbitos começou a ser visível, as últimas quatro semanas foram as piores dentro deste cenário, com mais de 7 mil fatalidades a cada semana, segundo o Painel da Covid-19 do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde).

Segundo o Conselho, foram 7.149 óbitos de 17/01 a 23/01, 7.500 de 24/01 a 30/01, 7.067 de 31/01 a 06/02 e 7.520 mortes de 07/02 a 13/02. Cifras iguais só foram vistas entre os finais de maio e agosto de 2020, durante o ápice da primeira onda.

636 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, o que fez o número total de fatalidades por Sars-Cov-2 no Brasil chegar hoje a 238.532.

Já os novos casos tiveram uma leva queda nas últimas duas semanas, sendo registradas, respectivamente, 320.820 e 311.959 novas infecções, enquanto há três semanas este número chegava a 360.721.

Notícias Relacionadas

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com