Covid-19: alinhado com as prefeituras, novo decreto do governo do AP mantém medidas restritivas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Na segunda-feira, 7, após rodada de reuniões com representantes de vários segmentos do setor econômico do Amapá, o governador do Estado, Waldez Góes, anunciou novas medidas de combate à pandemia de covid-19.

A reunião, por meio de videoconferência, contou com representantes do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp) e os 16 prefeitos amapaenses, que juntos acompanharam a apresentação do relatório epidemiológico e, em seguida, analisaram as propostas de medidas de proteção à vida e à economia.

O novo decreto mantém as mesmas regras contidas no anterior, que autorizou a realização de eventos corporativos e atividades presenciais do programa Amapá Jovem. A mudança está apenas no dia 12 de junho, Dia dos Namorados, onde o decreto flexibiliza o horário de funcionamento de restaurantes até meia noite e o toque de recolher até 1h do dia 13, na intenção de dar mais tempo para o fluxo de pessoas na movimentação econômica dos empreendimentos.

Waldez reforçou que a atuação dos órgãos de controle é diária no monitoramento das atividades sociais. “Tanto na fiscalização, quanto na abordagem, temos um bom sistema, organizado, tentando monitorar de todas as formas as novas cepas no estado. Isso não impede a circulação dessas variantes, no entanto o mais importante é estar em cima do problema todos os dias, que é isso que estamos fazendo”, ressaltou.

O comitê médico também participou e colaborou com a análise do atual momento da pandemia. Foram tratados temas como fiscalização dos protocolos para funcionamento das atividades de comércio e a situação do programa de vacinação no Amapá, assim como a coibição de pontos de aglomeração, que estão ficando cada dia mais recorrentes. “Em relação às vacinas, estamos com o tratado assinado para as 450 mil doses da vacina Sputnik V, e também, estamos com o Instituto Butantan para adquirir a ButanVac, pois assim vamos ter mais vacinas, facilmente”, disse Góes.

Estavam presentes os gestores das secretarias de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), da Saúde (Sesa), da Comunicação (Secom), e também Polícia Militar (PM) e Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS). “Escutamos a Fecomércio, Abrasel e empresas de turismo, ouvimos o relato e avaliação do Coesp e, assim, nivelamos com as equipes que vamos manter as regras do decreto anterior. Não temos o direito de cansar dessa luta, não podemos deixar de falar e de insistir no foco de combater a desinformação e o descontrole dos movimentos sociais durante a pandemia. Todos os prefeitos e autoridades políticas são referência com a forte atuação, refletindo nas atitudes da sociedade”, concluiu o governador do Amapá.

Ainda durante a videoconferência, Waldez reafirmou a importância do alinhamento entre todas as prefeituras com o decreto estadual. Também foi feito o apelo para a atenção aos balneários e rios, que não podem funcionar. Com a chegada do fim do inverno, aumenta o fluxo de visitantes nos municípios buscando diversão e, por isso, é necessário contato direto entre as prefeituras e os órgãos de segurança pública para evitar aglomerações.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit