Covid-19: Reino Unido vai doar 100 milhões de doses da vacina Oxford-AstraZeneca

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O governo do Reino Unido doará pelo menos 100 milhões de doses excedentes da vacina contra covid-19 desenvolvida pela Oxford-AstraZeneca nos próximos 18 meses, principalmente para os países mais pobres do mundo. Cerca de 5 milhões de doses devem ser doadas já até o final de setembro, estando a entrega dos primeiros lotes agendada para as próximas semanas, e, até o final de 2021, o compromisso é que o donativo alcance 25 milhões de vacinas.

O anúncio foi feito na quinta-feira passada pelo primeiro-ministro britânico Boris Johnson, horas antes da chegada dos líderes do G7, o das sete economias mais desenvolvidas do planeta, à Cornualha, para seu encontro periódico.

Boris enfatizou que "desde o início desta pandemia, o Reino Unido tem liderado os esforços para proteger a humanidade contra esta doença mortal. Há mais de um ano, financiamos o desenvolvimento da vacina Oxford-AstraZeneca com base em que seria distribuída a preço de custo para o mundo. (...) Na Cúpula do G7, espero que meus colegas líderes façam promessas semelhantes para que, juntos, possamos vacinar o mundo até o final do próximo ano".

Covax, o grande beneficiado

Segundo o comunicado divulgado pela Assessoria de Imprensa do G7, 80% do total de doses deve ser doada para o prgorama Covax, iniciativa da OMS e de organizações como a Aliança Gavi e a Fundação Bill e Melinda Gates que prevê a entrega, ao menor preço possível e até gratuitamente, de vacinas contra covid-19 de modo igualitário para todos os países.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit