Covid-19: Fiocruz alerta para aumeno de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave entre crianças

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

No seu último Boletim InfoGripe, divulgado ontem, a Fiocruz alertou para o número elevado de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) entre crianças de 0 a 9 anos, taxa que em alguns lugares, inclusive, atualmente é maior que os aos picos de 2020.

O aumento de casos de SRAG nos últimos meses foi usado como um indicativo de aumento de casos de covid-19 - o Sars-Cov-2 causa, principalmente, casos graves de inflamação nos pulmões - mas casos graves de doenças respiratórias também são causadas por outros agentes infecciosos.

No Boletim, especificamente, os pesquisadores observaram que a maioria dos casos de SRAG em crianças estão sendo provocados pelo vírus sincicial respiratório (VSR). "Em 2021, os casos semanais estão em patamar ligeiramente superior ao de casos positivos para Sars-CoV-2", enfatizaram.

Já com relação à população adulta, o Sars-Cov-2 ainda é o que mais causa casos de SRAG.

Os dados do Boletim de ontem ser referem à Semana Epidemiológica (SE) 40, compreendida entre 3 de setembro e 9 de outubro.

A covid em crianças no Brasil

Em estudo divulgado em agosto passado, a Fiocruz revelou que "quase metade das crianças e adolescentes brasileiros mortos por covid-19 em 2020 tinham até 2 anos de idade; um terço dos óbitos até 18 anos ocorreram entre os menores de 1 ano e 9% entre bebês com menos de 28 dias de vida".

Em 2020, 1.207 menores de 18 anos morreram de covid-19 no Brasil, sendo 110 bebês com menos de 1 mês de vida.

Este ano, o cenário é de piora, e segundo a CNN no dia 11 passado, o número de internações e mortes de crianças e adolescentes em 2021 já ultrapassa o do ano passado. Segundo a CNN também, citando dados do Ministério da Saúde, de janeiro a julho de 2021 15.483 crianças de 0 a 9 anos foram internadas por covid-19 no Sistema Único de Saúde (SUS), enquanto que de abril a dezembro de 2020 foram 10.352 internações na mesma faixa etária - um aumento de ~33%, portanto.

Este ano, 1.245 menores de 18 anos já morreram no Brasil.

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit