Covid-19: Brasil fecha 7 dias consecutivos com média móvel de óbitos abaixo de 3 mil; dado pode indicar estabilidade da pandemia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de abril de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O que a Wikinotícias já previu no dia 03 passado, parece estar se confirmado: a pandemia de covid-19 chegou a um nível de estabilidade - ou de desaceleração, como preferem alguns cientistas - no Brasil, e se em março houve vários dias seguidos com a média móvel de mortes/dia acima de 3 mil, nos últimos 7 dias, de 03/04 a hoje, está média não passou de 2.930 - precisamente a cifra registrada hoje.

No entanto, apesar dos cientistas preferirem falar em desaceleração, é cedo para tanto otimismo, uma vez que esta média ontem e hoje foi maior, por exemplo, do que as dos cinco dias anteriores, o que representa que esta média ainda pode subir, mesmo que apenas levemente.

As médias móveis (sempre com base num período de sete dias consecutivos) nos últimos dias foram:

  • 2.806 (03/04)
  • 2.746 (04/04)
  • 2.698 (05/04)
  • 2.757 (06/04)
  • 2.751 (07/04)
  • 2.820 (08/04)
  • 2.930 (09/04)

Já no dia 01/04 a média móvel de mortes havia sido de 3.117 e no dia 02, de 3.013.

Últimos dados

Segundo o Conass, o Brasil registrou novas 3.693 mortes nas últimas 24 horas e 93.317 novas infecções - e este último número pode ser especialmente preocupante, uma vez que é o maior registrado nos últimos 7 dias.

Com os últimos registros, o total de casos de covid no país chega a 13.373.174 e o de mortes, a 348.718.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit