Coronavírus: Anistia Internacional exige que brasileiros tenham acesso a medidas preventivas e a informações

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

21 de abril de 2020

Bolsonaro e Teich são alvo de petição da Anistia Internacional

A organização Anistia Internacional, seção Brasil, lançou uma ação exigindo do governo brasileiro o acesso a medidas preventivas e que as informações baseadas em evidências sejam amplamente difundidas, inclusive pelos meios de comunicação oficiais. Em seu Twitter, a Anistia marcou as contas do presidente Jair Bolsonaro e do Ministério da Saúde.

A ação é uma petição - em outras palavras, um abaixo-assinado - online, chamada de "AÇÃO URGENTE: a resposta à COVID-19 deve ser inclusiva e não deixar ninguém para trás". "A crise revela como as diferentes formas de exclusão, desigualdades e violações dos direitos humanos estão inter-relacionadas. As desigualdades na América Latina e Brasil são enormes, especialmente entre as pessoas que têm acesso a sistemas de saúde privados ou públicos", enfatiza a instituição em seu site.

Entre as exigências da Anistia Internacional Brasil estão que Bolsonaro e o ministro da Saúde, Nelson Teich:

  • Construam a resposta à Covid-19 sem discriminar ninguém;
  • Garantam atenção com os setores marginalizados e de risco maior;
  • O eventual policiamento de medidas de saúde pública que requerem restrições à liberdade de movimento não recorram à repressão ou força excessiva;
  • O acesso a medidas preventivas e a informações baseadas em evidência sejam amplamente difundidas, inclusive pelos meios de comunicação oficiais;
  • Garantam acesso aos direitos trabalhistas, à previdência e à assistência;
  • Garantam o acesso universal ao fornecimento de água, ao saneamento básico e à saúde para todos e todas, e pratiquem cooperação e assistência internacional;
  • Assegurem um enfoque de gênero na formulação da resposta à Covid-19;
  • Protejam o direito das pessoas à privacidade.

Para assinar a petição, basta acessar o link: https://anistia.org.br/entre-em-acao/email/acao-urgente-a-resposta-a-covid-19-deve-ser-inclusiva-e-nao-deixar-ninguem-para-tras/

Notícia Relacionada

Jair Bolsonaro demite ministro da saúde


Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com