Coréia do Norte concentra recursos para construção de bombas atômicas, diz desertor

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
LocationNorthKorea.png

21 de abril de 2005

Uma notícia escrita por Jack Kim para a agência de notícias Reuters diz que a Coreia do Norte, segundo relato de uma autoridade comunista desertora, está a concentrar esforços na construção de armas nucleares e enriquecimento de urânio.

O desertor é Hwang Jang-yop, 82 anos, é a autoridade comunista de mais alta patente a desertar, em 1997, da Coréia do Norte. Ele ajudou a desenvolver a ideologia "juche", que seria uma forma de autoconfiaça extrema defendida por Kim Il-sung, fundador do regime coreano e pai de Kim Jong-il, atual líder do país. Ele também chegou a ser confidente do atual líder Kim Jong-il, além de ter sido chefe das relações exteriores do Partido dos Trabalhadores, na Coréia do Norte.

Hwang Jang-yop disse durante uma conferência organizada por um partido da oposição da Coreia do Sul: "É um país pequeno, mas lançou toda a sua força aos programas (nucleares) desde o início".

Supõe-se que a Coréia do Norte tenha no mínimo duas armas nucleares e possivelmente mais do que oito.

Fontes