Copa do Mundo de Rugby Feminino 2021: Nova Zelândia organizadora do país

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de novembro de 2018

Será Nova Zelândia para sediar a nona edição da Copa do Mundo de Rugby das Mulheres, anunciou Bill Beaumont, presidente do Comitê Executivo Mundial de Rugby, órgão regulador 15 competições mundiais de rúgbi, na sua reunião de Dublin, na Irlanda .

As candidaturas mais credíveis para o World Rugby em Junho passado foram, de facto, as da Austrália e da Nova Zelândia, tendo a Inglaterra e a França organizado a competição já em 2010 e 2014, e não tendo Portugal uma tradição de rugby.

Esta é a segunda edição fora da Europa (a primeira foi em Canadá em 2006 ) e o primeira no Hemisfério Sul. Nova Zelândia já havia hospedado duas Copas do Mundo dos homens em 1987 e 2011 e, assim, torna-se o quarto país, depois de Wales, Inglaterra e França, ter hospedado ambas as competições, tanto masculina como feminina.

Os neozelandeses, conhecidos internacionalmente como Black Ferns, se apresentam no torneio como campeões no comando, vencendo a edição de 2017 na Irlanda .

A cidade pretende sediar a competição, que terá lugar aproximadamente entre julho e agosto de 2021, estão Auckland (com Waikatere Stadium de 5000 lugares, o estádio Albany e o Eden Park provavelmente para a final) e Whangarei com sua Northland Centro de eventos.

História

A primeira Copa do Mundo Feminina foi realizada no País de Gales em 1991, mas foi só em 1998, em sua terceira edição, que o Conselho Internacional de Rugby afixou o selo oficial (posteriormente estendido para as duas primeiras edições). Em 1994 o torneio foi realizado na Escócia, em 1998 na Holanda, em 2002 na Espanha, em 2006 no Canadá, em 2010 na Inglaterra, em 2014 na França e finalmente em 2017 na Irlanda.

Nova Zelândia ganhou cinco edições da Copa (quatro consecutivos entre 1998 e 2010), Inglaterra duas (uma em 1994 e a outra em 2014) e os EUA uma, a inaugural de 1991.

A Itália participou na mais recente edição do 2017 após uma ausência de 15 anos, e tinha participado anteriormente em 1998 e 1991; Seu resultado mais recente é o nono lugar na Copa 2017.

Fontes

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati