Confrontos no Cafunfo deixam duas dezenas de presos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Angola.

Agência VOA

Manifestação seguiu-se à prisão de um simpatizante do movimento que quer autonomia para as Lundas.

9 de fevereiro de 2015

Pelo menos 20 pessoas foram presas na sequência de confrontos entre a polícia e manifestantes no Cafunfo hoje (9), disse José Mateus Zecamutchima, presidente de uma das facções do Comissão do Manifesto da Lunda Tchokwe, uma organização que luta pela autonomia dessa região.

Zecamutchima disse que durante os confrontos a polícia disparou sobre os manifestantes, registando-se pelo menos um ferido.

Segundo a mesma fonte, na madrugada de hoje a polícia fez uma busca em casa de um apoiante do movimento, Oliveira Caetano, tendo apreendido centenas de t-shirts (camisas) do movimento .

Oliveira Caetano foi preso depois da polícia dizer que este tinha em seu poder uma arma de fogo, algo que Zecamutchima disse ter sido colocada entre as t-shirts pela própria policia que confiscou também algum valor monetário.

Mais tarde populares manifestaram-se em frente do comando da policia de Cafunfo registando-se os confrontos.

Segundo José Mateus Zecamutchima, reforços policias e do exército foram enviados para a cidade criando apreensão e mesmo “pânico” entre os residentes.

Até agora não houve qualquer reacção das autoridades policiais.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com