Conceição Queiroz: "A África está sempre presente em mim"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Agência VOA

A jornalista moçambicana radicada em Portugal e autora de três livros é a convidada de Artes & Entretenimento.

14 de novembro de 2014

Conceição Queiroz nasceu em Moçambique, mas vive há mais de 20 anos em Portugal. É jornalista desde 1994. Repórter renomada na TVI, trabalhou na Televisão de Cabo Verde e realizou várias reportagens em Angola, Reino Unido, Moçambique, Uganda, na África do Sul e num dos maiores campos de refugiados do mundo, no Quénia.

O seu trabalho foi distinguido por uma dezena de prémios, entre eles encontram-se os da Unesco, da Liga Portuguesa Contra o Cancro e da AMI (Jornalismo Contra a Indiferença).

Queiroz licenciou-se em Sociologia e frequentou uma segunda licenciatura em Política Social. É mestre em História Moderna e Contemporânea e doutoranda em Estudos Portugueses.

Em 2007 ela estreou-se na literatura com o livro "Serviço de Urgência", a partir de uma grande reportagem num hospital de Lisboa. Em 2008, também na sequência de outra reportagem, publicou "Os Meninos da Jamba" e agora lançou o seu primeiro romance "A Última História de Amor".

Na edição de hoje, 14, de Artes & Entretenimento da VOA, Conceição Queiroz falou sobre da sua estreia na literatura.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati