Computadores do Congresso dos Estados Unidos são usados para vandalizar a artigos da Wikipédia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

9 de maio de 2009

A Wikinews (versão do Wikinotícias na lingua inglesa) verificou que pelo menos dois dos três principais Endereço IP ligado a computadores utilizados pelos membros do Congresso dos Estados Unidos e do seu pessoal, fizeram edições na Wikipedia, a enciclopédia livre online, na versão em inglês, desde 2006. Na mais recente, em abril de 2009, eles haviam adicionado e removido informações falsas e informações de artigos ofensivos relacionados com figuras políticas ou membros do Congresso.

Embora os endereços de IP pertençam exclusivamente ao Congresso dos EUA como um todo, elas estão ligadas a diversos computadores em todos os EUA que são utilizados por muitos diferentes representantes ou seus membros do pessoal da Casa. Em resposta a uma edição, outro contribuidor da Wikipedia, postou uma mensagem sobre o utilizador discussão página para o endereço do IP, aconselhando alguém que possa visualizar o endereço da página que pertence ao Congresso.


Sorry--House of Reps IPs should not be editing Wikipedia, even other office's pages on lunch break.
Endereço do IP Congressual 143.231.249.138, em 14 de janeiro de 2009


Em janeiro, uma pessoa usando o computador do Congresso removeu uma fonte em um artigo. Cinco minutos depois, utilizando o mesmo endereço IP congressual, alguém substituiu a fonte com um pedido de desculpas dizendo: "sorry--House of Reps IPs should not be editing [Wikipedia], even other office's pages on lunch break." ("Desculpe – IPs da Casa dos Reps [Representantes] não deve ser editada [na Wikipédia], mesmo que outras páginas do gabinete [fizesse] uma pausa para almoço."). Apesar dos avisos, Wikinews verificou que os indivíduos continuaram a fazer vandalismo nas edições da enciclopédia.

Em um exemplo, Wikinews descobriu que alguém com um dos endereços IP, 143.231.249.141, começou a editar a Wikipedia o artigo do Steve Austria, o representante republicano pelo 7º distrito congressual do Ohio}}. O indivíduo começou a editar, em 18 de março de 2009, às 23:32 UTC. Ele ou ela usou o portal oficial da Câmara dos Representantes para remover a se(c)ção de informações relativas imprecisas observações feitas por Austria sobre A Grande Depressão. Austria declarou em uma entrevista com The Columbus Dispatch em fevereiro que o New Deal do Franklin D. Roosevelt em 1933 lecou os EUA para irem em uma depressão.

"Quando Roosevelt fez isso, ele colocou o nosso país em uma Grande Depressão. ...Ele tentou emprestar e gastar, ele tentou usar a abordagem keynesiana, e nosso país acabou em uma Grande Depressão. Essa é apenas história", disse Áustria durante a entrevista em 11 de fevereiro. Ele mais tarde admitiu que sua declaração foi mal, dizendo Roosevelt da despesa "não tiveram o efeito desejado," o que causou a depressão. Exatamente dois minutos depois, em 18 de março, o mesmo endereço IP removeu informações relativas aos blogueiros que acusaram de plágio Áustria em 2008. Eles o acusavam de ter crédito para uma coluna que foi publicada em seu nome no Xenia Gazette, em 2 de setembro de 2008. Blogueiros tinham descoberto que a coluna era uma cópia direta de um relatório sobre a história do Dia do Trabalho publicado originalmente pelo Departamento do Trabalho. As edições foram revertidas, o último sendo mais de quatro horas depois que a informação foi removida. Apesar de algumas edições construtivas, como corrigir a ortografia do nome do congressista de Wisconsin, Steve Kagen e corrigir os erros gramaticais, o mesmo IP removida a informação em ambas as secções num total de seis vezes a partir de 18 de março a 24 de abril de 2009.

Steve Austria.
Ficheiro: Congresso dos Estados Unidos.

Depois de ver as edições suspeitas, Wikinews analisou o histórico de edições para o artigo da Austria para ver se algumas outras edições suspeitas foram feitas. Após uma breve pesquisa, Wikinews descobriu que o endereço IP 65.189.244.162 removeu as mesmas informações apenas 15 dias antes do dia 3 de março, sendo o primeiro endereço para retirar a informação. Apenas uma edição foi feita para Wikipedia a partir de endereços IP até agora. Após localizar o endereço, Wikinews descobriu a pessoa que fez as edições vive em ou perto de Fairborn, que se situa 8,5 milhas (13,6 quilômetros) de Beavercreek, onde Austria reside a(c)tualmente. Áustria também cresceu em Xenia, que está localizado a apenas 12 milhas (19 km) de Fairborn e apenas 8 milhas (12 km) de Beavercreek.

Outro indivíduo, com o endereço IP 75.187.63.132, também removeu as alegações (em Portugal)/acusações (no Brasil) de plágio de artigos da Austria, em fevereiro. O indivíduo removeu o que eles chamavam "Politically Motivated BS [bullshit]" ("Politicamente Motivados [por] BS [sigla em inglês nos Estados Unidos que significa “besteira”]") do artigo de Deborah Pryce, ex-congressista pelo 15º distrito do Congresso de Ohio. A informação foi relacionado com recurso entre 2001 e 2004 que foram realizadas em restaurantes, pertencente ao criminoso condenado e antigo lobista Jack Abramoff. Após localizar o endereço do IP, Wikinews descobriu que a edição foi feita a partir de um computador localizado em Columbus, Ohio, a localização dos escritórios da Pryce e uma das cidades no distrito de Pryce. Wikinews conta(c)tou Austria por e-mail para uma declaração, mas até agora não houve resposta.

Na sequência dessas descobertas, Wikinews investigou outro endereço IP utilizado pela Casa dos Representantes. Em 30 de abril de 2009, o endereço 143.231.249.138 encontrado feita uma edição que figuram Devin Nunes, o representante da Califórnia no 21º distrito Congressual, como sendo um membro do Partido Nazista. O endereço também fez menos edições questionáveis, mas depois de investigar mais, descobriu-se que o endereço IP removeu informação crítica em 29 de abril a partir do artigo de Gregory Meeks, o representante de Nova York pelo 6º distrito congressual. A informação foi removida é relacionada a uma coluna pelo o New York Times, em que Meeks declarou inicialmente apoio à antiga candidata presidencial Hillary Clinton sobre o Barack Obama na corrida à Casa Branca. De acordo com o Times, Meeks mudou o seu apoio a Obama, porque ele foi parte de "a young black political class [which was] seeking to assert the neighborhood’s power against what it sees as an older establishment, based in Harlem, that has long exercised disproportionate influence in New York City" ("um jovem negro [que era da] classe política que procura fazer-se de valer no bairro do poderoso contra o que ele vêem [sic] como uma instituição antiga, com base em Harlem, que havia exercido uma longa desproporcional influência na Cidade de Nova Iorque").

O endereço 143.231.249.138 é também responsável por adicionar altamente declarações tendenciosas dos artigos relacionados ao aborto. Em 16 de março de 2009, alterou os artigos da Wikipedia Crise do centro da gravidez (en:w:Crisis pregnancy center), acrescentando que os centros eram "abortion mills, which exist only to kill people, also present themselves as medical facilities" ("fábricas de aborto, que só existem para matar pessoa [sic], também [ao mesmo tempo] apresentam-se como instalações médicas"). Em 20 de março, o IP mudou o artigo Projeto Rachel (Project Rachel) para incluir "millions of women have deep regrets and, often, suffer psychological problems after undergoing an abortion--a fact the abortion industry and mass media will not admit" ("milhões de mulheres haviam lamentadas profundamente e, muitas vezes, sofrem problemas psicológicos depois de sofrer [sic] um aborto--o aborto [é] um fato da indústria e dos meios de comunicação de massa da media [em Portugal]/mídia [em Brasil] não vai admitir"). 143.231.249.141 também acrescentou insultos raciais e as referências a pedofilia gay em William A. Donohue está artigo em fevereiro, dizendo que ele tem "participated in the controversial act of 'tabeling', in which he takes a small child, places him upon a table, and 'puts the lord inside him.'" ("participado no controverso a(c)to de ‘tabelagem', no qual ele tem uma criança pequena, colocá-lo sobre uma mesa e ‘coloca o senhor dentro dele.’").

Em uma tentativa de descobrir onde as edições foram feitas e por quem, Wikinews conta(c)tou a Electronic Frontier Foundation para receber conselhos sobre a forma de ficheiro/arquivo um pedido de informação com o governo dos EUA sob o Freedom of Information Act (FOIA). O pedido teria sido feito para liberar os nomes dos indivíduos e dos escritórios responsáveis pelas edições. Contudo, de acordo com Marcia Hofmann, um advogado do pessoal para o EFT, que é especializada na FOIA em assuntos relacionados, o governo dos EUA não é obrigado a fornecer as informações. "Nenhuma das leis abertas do governo dos EUA pode estender aos regist(r)os na posse dos membros do Congresso ou dos seus trabalhadores. Em outras palavras, não é tanto uma questão de saber qual é a informação (identidades do pessoal congressual), como se a informação for (em escritórios congressual, que não são cobertos por um governo leis abertas) ", disse Hoffmann, em uma entrevista exclusiva com Wikinews. Ela também acrescentou que "[os pedidos da] FOIA abrangem registros no ramo executivo agências e departamentos" apenas.

Suspeitas e/ou edições fraudulentas feitas a Wikipedia em inglês pelo Congresso e outras entidades governamentais foram reportadas pela primeira vez por Wikinews em fevereiro de 2006, após o governo dos EUA ter engajado vandalismo na Wikipedia e outras formas de percepção enviesada na edição dos artigos. Os endereços de IP na Casa dos Representantes foram sumariamente banidos de editarem a Wikipedia na sequência da polémica inicial. Alguns dias depois, Wikinews relatou que os membros do pessoal dos gabinetes dos senadores dos Estados Unidos, usam links de endereços de IPs no Senado, também editaram na Wikipedia, em alguns casos, removendo fatos e material de origem dos artigos. Em 2008, Wikinews também relatou que os membros pessoais dos candidatos pela presidência dos EUA Barack Obama e John McCain fizeram edições questionáveis na Wikipedia.

Notícias Relacionadas

Fontes