Com o número de mortos se aproximando de 200, Merkel chama inundações na Europa de 'aterrorizantes'

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kunsteisbahn Königssee Überschwemmung 2021 (2).jpg

19 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse no domingo que as recentes enchentes na Europa são "terríveis" e prometeu assistência financeira rápida para uma das regiões mais atingidas em seu país.

"A língua alemã mal consegue descrever a devastação que ocorreu", disse ela, enquanto o número de mortos chegava a 184 em toda a Europa, incluindo 157 na Alemanha.

Enquanto as equipes de resgate continuavam a busca por pessoas desaparecidas, um distrito da Baviera, no sul da Alemanha, foi atingido por uma enchente que matou pelo menos uma pessoa. As estradas se transformaram em rios, com veículos arrastados pelas correntes rápidas e grandes extensões de terra enterradas na lama perto da fronteira com a Áustria.

"Não estávamos preparados para isso", disse Bernhard Kern, administrador distrital de Berchtesgadener Land. Ele disse que a situação se deteriorou "drasticamente" no sábado, deixando pouco tempo para os serviços de emergência agirem.

No distrito de Ahrweiler, mais atingido, ao sul de Colônia, cerca de 110 pessoas foram mortas, com mais corpos sendo encontrados lá conforme as águas da enchente baixem, disse a polícia.

As enchentes começaram na quarta-feira e atingiram principalmente os estados de Renânia-Palatinado, Renânia do Norte-Vestfália e partes da Bélgica, onde o número de mortos é de 27. Comunidades inteiras ficaram sem energia ou comunicações.

Notícia relacionada

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit