Cabo Verde é o melhor lusófono na África para fazer negócios, diz Banco Mundial

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Cabo Verde é o país africano de língua portuguesa onde é mais fácil estabelcer e operar um negócio, revela o relatório “Doing Business 2020” do Banco Mundial.

A construção do raking leva em consideração a avaliação de 10 indicadores, nomeadamente, a facilidade para abertura de empresas, licença para construção, tempo médio para obtenção de energia eléctrica após abertura do investimento, registo de propriedade, otenção de crédito, protecção a pequenos investidores, negociação através de fronteiras, pagamento de impostos, execução de contratos e resolução de insolvências.

Cabo Verde aparece na posição 137, seguido muito perto por Moçambique no lugar 138º, São Tomé e Príncipe ocupa a posição 170, Angola 172 e a Guiné-Bissau está no 174º lugar.

O pior país do mundo para se estabelecer e oeprar um negócio é a Somália, enquanto o melhor é a Nova Zelândia.

Os Estados Unidos ocupam a sexta posição atrás da Nova Zelândia, Singapura, Hong Kong, Dinamarca e Coreia do Sul, concluu o relatório do Banco Mundial.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com