Cúpula do G7 inicia na Alemanha

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

27 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A cúpula do G7 foi aberta no dia 26.

Os líderes do G7 dos Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Japão e Canadá vão discutir grandes questões internacionais como a invasão da Ucrânia e a economia global nos próximos três dias no Castelo de Elmau, nos Alpes da Baviera, na Alemanha.

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou em sua conta oficial no Twitter no dia 26 que, como parte de sanções adicionais contra a Rússia, o G7 proibirá as importações de ouro da Rússia.

Ele disse que isso foi feito para evitar dar à Rússia o dinheiro para invadir a Ucrânia.

A Rússia é conhecida por representar 10% da produção mundial de ouro.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, também divulgou um comunicado, enfatizando que a medida “atingirá diretamente o coração da oligarquia da Rússia e da ‘máquina de guerra’ de Putin.”

Os líderes do G7 farão um anúncio oficial sobre a proibição das importações de ouro no dia 28.

Os líderes do G7 também discutirão nesta reunião maneiras de responder à inflação global e à recessão econômica.

Em particular, espera-se que as medidas para resolver a crise alimentar global causada pela suspensão das exportações de grãos sejam intensamente discutidas.

Imediatamente após a reunião, os líderes do G7 participarão da cúpula da OTAN a ser realizada em Madri, na Espanha, durante dois dias, de 29 a 30, para dar continuidade à discussão sobre a invasão.

Além dos 30 estados membros, Coreia do Sul, Japão, Austrália e Nova Zelândia foram convidados para esta cúpula da OTAN como parceiros da Ásia-Pacífico.

O presidente sul-coreano Yoon Seok-yeol fará sua primeira aparição no cenário internacional depois de assumir o cargo.

Fontes