Brasil: auxílio emergencial indevido foi pago a 7 milhões de pessoas, aponta TCU

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

No momento em que Congresso e governo discutem como viabilizar a volta do auxílio emergencial, o Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou o Balanço da Fiscalização do Auxílio Emergencial.

O TCU identificou que pelo menos 7,3 milhões de pessoas receberam indevidamente o benefício, o que representou R$ 54 bilhões pagos.

O coordenador-geral de Controle Externo da Área Econômica e das Contas Públicas do TCU, Tiago Dutra, falou à Rádio Senado sobre o balanço e as principais causas do pagamento indevido, entre elas a falta de uma base de dados completa, a falta da verificação mensal de quem conseguiu conseguiu emprego formal e a falta de dados exatos sobre a autodeclaração de renda. "A autodeclaração é um desafio, porque o Brasil tem uma taxa de trabalho informal muito grande, o que dificulta saber qual a renda exata da pessoa", disse.

Ouça a entrevista completa aqui.

Notícias Relacionadas

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit