Brasil: Três últimos presidentes eleitos criticam Bolsonaro por ironizar tortura a Dilma

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

29 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Jair Bolsonaro (sem filiação partidária) questionou Dilma Rousseff (PT) na Ditadura civil-militar (1864- 1985). Em conversas com apoiadores, ele questionou a falta de "radiografias do queixo" que pudessem comprovar o ataque. De imediato, os três últimos presidentes eleitos de todo o país expuseram e criticaram a postura do capitão aposentado por meio das redes sociais.

Documentos comprovam que Dilma foi torturada por militares, sendo da Comissão Mineira de Direitos Humanos (Conedh-MG) e da Comissão Nacional da Verdade.

Bolsonaro era partidário dos crimes da ditadura e também venerava publicamente o coronel Carlos Alberto Brillhante Ustra, que torturou Dilma.

Notícias Relacionadas

Fonte


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit