Biden diz que irá tomar medidas para proteger o direito das mulheres ao aborto

3 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O presidente Joe Biden disse na terça-feira que seu governo está pronto para tomar medidas para proteger o direito das mulheres ao aborto.

Na terça-feira, soube-se que a imprensa havia recebido documentos da Suprema Corte, que mostravam que o mais alto órgão judicial do país, onde agora prevalecem os conservadores, vai impedir o veredicto de 1973 que estabelece o direito das mulheres ao aborto como um direito constitucional.

“Não sabemos se o rascunho [divulgado] é genuíno ou reflete o veredicto final da Suprema Corte”, disse o presidente Joe Biden em comunicado.

“Meu governo expressou firmemente seu apoio ao veredicto Roe v. Wade ao tribunal como tendo “uma longa cadeia de precedentes reconhecendo o conceito de liberdade individual consagrado na Décima Quarta Emenda da Constituição dos EUA contra a interferência do governo em decisões profundamente pessoais”. “Acredito que o direito de uma mulher à escolha é fundamental… se o tribunal reverter o veredicto, então a causa de proteger os direitos das mulheres de sua escolha cairá sobre os ombros dos funcionários eleitos em todos os níveis de governo…”, disse.

Fontes