Argentina vence a estreante Costa do Marfim por 2 a 1

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de junho de 2006

Hamburgo, Alemanha — No jogo inaugural do Grupo C da Copa do Mundo de 2006 - o "grupo da morte" da competição, pois apresenta equipes fortes - a Seleção Argentina de Futebol derrotou a estreante, porém difícil, Costa do Marfim por 2 a 1, e alcançou provisoriamente a primeira posição do grupo, com 3 pontos. A partida ocorreu em Hamburgo, às 19:00 UTC.

Este foi provavelmente o melhor jogo nesses dois últimos dias de Copa.

O jogo

Escalação inicial (azul: Argentina; laranja: Costa do Marfim).

Jogando pelo grupo mais equilibrado do mundial (que ainda tem Holanda e Sérvia) as duas equipes fizeram um espetáculo disputado com boas chances para os dois lados, mas a experiência dos argentinos prevaleceu no resultado final.

A Argentina começou o jogo com muitas jogadas preparadas por seus meias, principalmente Riquelme, criou boas chances de gol, uma das quais culminou no tento de Crespo: aos 24 minutos, após escanteio ele aproveitou a sobra da bola cabeçeada por Heinze.

A Costa do Marfim atacava e parecia não sentir o gol logo no começo do jogo. O time africano abusava das jogadas pelas alas.

Todavia, foi a Argentina que marcou. Em um contra-ataque, Riquelme aproveita uma "falsa" linha de impedimento marfinense e enfia a bola para Saviola que toca de primeira na saída do goleiro Tizie, e faz 2 a 0 aos 37 minutos.

No segundo tempo, com várias substituições o jogo fica mais rápido e os africanos crescem. Todavia eles não são capazes de furar a eficiente defesa Argentina que por sua vez passa a administrar o resultado.

Embora a Costa do Marfim estivesse já meio cansada, aos 36 minutos, Drogba mostra que é oportunista e, num cruzamento de linha de fundo aproveita o cochilo geral da defesa argentina e diminui.

O gol dá novo ânimo para a Costa do Marfim que pressiona atrás do empate. No contra-ataque a Argentina mostra-se perigosa. Porém, a partida termina mesmo com o placar de 2 a 1.

A seleção africana (que é considerada a mais forte do continente no momento) perdeu na sua estréia em Copas do Mundo.

A já experiente Argentina conquistou 3 pontos, e agora tenta evitar o fiasco da Copa do Mundo de 2002, quando foi eliminada ainda na primeira fase.