Argentina ganha Alemanha em um amistoso a modo de revanche pela final na Copa 2014 no Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

3 de setembro de 2014

Pictograma representando o futebol
Outras notícias sobre futebol


A Argentina superou a Alemanha por quatro vezes contra dois em Düsseldorf, em um encontro amistoso que serviu como revanche a 52 dias da final da Copa Mundial no Brasil. E também como estréia para o treinador Gerardo Martino na equipe azul-celeste.

A partida se iniciou a guardar um minuto de silêncio em homenagem ao recente falecido Julio Grondona, que foi até sua morte, presidente de la AFA.

O encontro se disputou no Espirit Arena onde os fãs locais concorreram dispostos a celebrar derrotando Brasil na Copa derrotando precisamente a Argentina por único gol. Se projetou um vídeo com os melhores momentos do mundial e se homenagearam ao capitão Philipp Lahm, Per Mertesacker e Miroslav Klose, que se retiraram do selecionado alemão.

Se destacou a atuação de Ángel Di María, que retornou à equipe após da lesão que o deixou fora dos últimos encontros da competição mundial. Foi o autor das jogadas que terminaram em uns dos gols da sua equipe, aos 20' (convertido por Sergio Aguero) e aos 40' (definido por Erik Lamela), no minuto 47 executou um tiro livre que definiu Federico Fernández de cabeça e finalmente aos 50' o converteu o quarto gol.

Alemanha em sua própria casa perdia quatro a zero, porem logaram a descontar Andres Schurrle (52') e Marío Gotze (77').

Apesar da derrota do campeão do mundo, os jogadores deram uma volta olímpica festejando o triunfo no Brasil.

Fontes[editar]