Argentina: Aparece morta Melina Romero, a jovem desaparecida em 23 de agosto

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

24 de setembro de 2014

Buenos Aires

Melina Romero, a jovem que desapareceu de sua casa no último 23 de agosto, foi encontrada morta perto da CEAMSE,[1] em um arroio que deságua no Rio Reconquista.

Havia desaparecida à exatamente um mês, havia ido a dançar em uma boate chamada Chankanab e foi vista pela última vez por uma câmera de segurança às 7 da manhã (hora argentina) do domingo 24, quando saiu do local. Sua busca começou em 12 de setembro, quando dois jovens confessaram o crime por não aceitar um convite para estar com eles. Na declaração, testemunharam que haviam jogado o corpo em um arroio.

A raiz destas declarações se concentrou a hipótese que havia sido vítima de um ataque sexual a qual resistiu e em consequência foi assassinada a golpes.

Um adolescente de 16 anos está detido por esta causa e se encontra a disposição da juíza de Garantias do Jovem 1 de San Martin. A declaração de uma testemunha presencial do fato o compromete. ademais estão detidos um maior de adulto. Estas testemunhas localizaram a Melina em um templo de Umbanda, a casa do menor detido, onde foi atacada sexualmente.

Nesse dia também, segundo as testemunhas, era seu aniversário o qual o foi a festejar a esse local para dançar.

Referência[editar]

  1. Coordinação Ecológica Área Metropolitana Sociedade do Estado (em espanhol, Coordinación Ecológica Área Metropolitana Sociedad del Estado.

Fontes[editar]