Arábia Saudita confirma morte de jornalista desaparecido

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

21 de outubro de 2018

Comunicado divulgado pelo governo admite a morte do jornalista, que desapareceu após entrar em consulado em Istambul

Jornalista Jamal Khashoggi está morto

Após semanas cercadas de mistério, a Arábia Saudita confirmou que o jornalista Jamal Khashoggi está morto. O governo saudita relata que Jamal se envolveu em uma briga dentro do consulado, que resultou em sua morte. A confirmação da morte do jornalista vêm após uma série de acusações da imprensa turca, que afirmavam que Khashoggi tinha sido torturado e morto dentro do consulado. As autoridades da Arábia Saudita, através do procurador-geral do reino, dizem que as investigações continuam e que 18 pessoas foram presas, incluindo o chefe do serviço de inteligência saudita, acusadas de envolvimento no crime.

Reações

O ceticismo sobre as circunstâncias da morte do jornalista foram evidentes nas reações dos governos ocidentais ao comunicado da Arábia Saudita. A premiê alemã Angela Merkel condenou o assassinato de Jamal Khashoggi e exigiu transparência na apuração das causas da morte. O presidente americano Donald Trump disse em entrevista que a Arábia Saudita mentiu sobre a morte do jornalista, no entanto sem condenar o príncipe saudita Mohammed bin Salman.

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati