Apesar da crescente poluição no rio Ganges, a tradição na Índia fala mais alto e milhões se banham no rio

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

17 de janeiro de 2007

Na Índia a tradição de se banhar no rio Ganges, considerado sagrado, é cumprida apesar da crescente poluição do rio. De seis em seis anos milhões de hindus banham-se no rio para se limpar dos pecados e terem uma vida melhor na próxima reencarnação.

Nos últimos anos o rio Ganges têm recebido descargas industriais de esgotos, pesticidas e cadáveres.

O ritual

O ritual Ardh Kumh Mela, em português, festival do meio cântaro, é realizado em um ponto específico do Norte da Índia, em Alla-habad: confluência entre os rios Ganges, Yamuna e Saraswati, os três rios míticos. Os hindus acreditam que o rio Ganges é sagrado, em particular neste dia.

O festival deve receber 20 milhões de peregrinos nos primeiros dois dias e 70 milhões de pessoas nos 45 dias de duração.

A Índia tomou todas as precauções para a reunião religiosa em massa : há 50 mil efetivos das forças de segurança indianas.

Fontes