Após vexame da Venezuela nas Olimpíadas, Chávez ordena apoio de estatal PVDSA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de agosto de 2008

Caracas, Venezuela


Decepcionado com o fato de a Venezuela ter conquistado apenas um bronze nas Olimpíadas de Pequim, mesmo tendo levado a maior delegação de sua história (109 atletas), o presidente venezuelano Hugo Chávez ordenou na última terça-feira (25) que a estatal de petróleo do país PDVSA, passe a investir mais no apoio aos competidores locais, após receber a delegação do país e ouvir queixas dos desportistas locais sobre a falta de apoio em uns dos bairros mais pobres na capital.


Uma primeira decisão que tomamos para a aprofundar a revolução esportista é a criação de uma oficina de esporte de alto rendimento, onde os atletas possam fazer seus treinamento. Também realizaremos assembléias para ouvir a opinião deles (...) Vai começar uma nova era na Venezuela em relação à preparação de seus atletas de alto rendimento.
Hugo Chávez


Antes dos Jogos, o governo começou uma campanha publicitária na qual prometia mais medalhas, incluindo o ouro.

A única medalha de bronze foi conquistada pela venezuelana Dalia Contreras Rivero, do taekwondo, colocou a Venezuela no único pódio.

"Estamos orgulhosos de nossos atletas. Independente dos resultados, eles estão escrevendo história", minimizou o presidente após o vexame.



Fontes