Angolano lança livro de poesias no Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

12 de agosto de 2018

“Eu sempre gostei de criar as coisas, de relacionar o mundo técnico com o artístico,” diz Ricardo Mpova.

O declamador angolano Ricardo Mpova vai lançar a 14 de setembro “A Fonte da Inspiração,” o seu primeiro livro, que conta com 45 poemas e cinco contos poéticos, incluindo A Minha Ausência, A Vida na Plataforma e Corpo Rígido.

O lançamento será realizado no Centro Integrado de Cultura em Florianópolis, Santa Catarina.

O escritor, natural de Luanda, estuda engenharia mecânica na Universidade Federal de Santa Catarina, sul do Brasil. Em entrevista à Voz da América, ele explicou que sempre teve o sonho de ser um engenheiro de petróleo.

“Quando era criança eu assistia ao telejornal com o meu pai e vi pela primeira vez uma plataforma de petróleo e me apaixonei logo. Eu disse: Ô pai, um dia vou trabalhar nesse lugar. Meu pai bem irônico sorriu, como se dissesse: é difícil meu filho.”

Mpova contou que foi por causa desse sonho que em 2009 ingressou no Instituto Nacional dos Petróleos (INP), regime de internato.

“Naquele lugar fechado ganhei inspiração e escrevi um drama com o título Sofrer para Crescer, retratando a vida de jovens que se ausentam da família para realizarem os sonhos”.

Segundo o escritor, foi esse drama que o inspirou a escrever o seu primeiro poema, A Minha Ausência, o qual se tornou fonte de inspiração para a maior parte dos seus textos.

Mpova disse que o livro é uma obra poética que mostra a força de sua imaginação, mas que vai além, porque também lhe permitiu viajar no seu próprio interior.

O escritor lembrou que antes de “A Fonte da Inspiração” tornar-se uma obra poética, já inspirava e motivava muita gente.

“Os meus colegas de escola, de serviço, quando liam os meus poemas se sentiam motivados”.

Mpova contou que quando declama “Minha Ausência” numa atividade da qual participam estudantes angolanos, eles conseguem se identificar com o poema porque também estão ausentes da família, e estão lutando pelos sonhos.

"Apesar das dificuldades, a gente continua trabalhando e se esforçando para realizar os nossos sonhos".

O livro foi prefaciado pelo engenheiro Robespier Moniz, da Universidade de Liverpool.

Confira a entrevista na íntegra e ouça Ricardo Mpova explicar e declamar o poema “Corpo Rígido”.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati