Alex Jones pede falência após decisões judiciais sobre teorias da conspiração

Alex Jones em 2017

3 de dezembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O teórico da conspiração Alex Jones entrou com pedido de falência na sexta-feira depois que os juízes ordenaram que ele e sua empresa pagassem quase US$ 1,5 bilhão em danos por espalhar falsas teorias da conspiração — como afirmar que o massacre na escola de Sandy, Hook, em 2012, era uma farsa.

Um documento judicial de Houston, Texas, disse que Jones entrou com um pedido de falência baseado no Capítulo 11 da Constituição. A petição indica que Jones tem entre US$ 1 milhão e US$ 10 milhões em ativos e entre US$ 1 bilhão e US$ 10 bilhões em passivos. A extensão da riqueza pessoal total de Jones não é clara.

A declaração vem menos de dois meses depois que um tribunal no estado norte-americano de Connecticut decidiu que Jones deveria pagar US$ 965 milhões às famílias das oito pessoas mortas no tiroteio na escola primária.

Em agosto, outro tribunal do Texas ordenou que ele pagasse US$ 50 milhões à família de um menino que morreu no ataque.

Em ambos os casos, familiares das 20 crianças e seis adultos mortos no tiroteio na escola testemunharam que foram ameaçados e assediados durante anos por seguidores de Jones, que acreditavam em suas teorias da conspiração.

Jones rejeitou ambos os veredictos, dizendo que as ameaças e o assédio nunca foram diretamente relacionados a ele.

Fontes