África apela por vacinas para combater a terceira onda de COVID-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

19 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

As autoridades de saúde africanas estão apelando urgentemente por vacinas para combater uma terceira onda de COVID-19 que surge em todo o continente.

A Organização Mundial da Saúde relata que o número de casos africanos de COVID-19 ultrapassou 5 milhões e a doença matou 136.000 pessoas.

O diretor regional da OMS para a África, Matshidiso Moeti, disse que os casos aumentaram nas últimas quatro semanas. Ela diz que os novos casos na semana passada aumentaram quase 30% em todo o continente e as mortes aumentaram 15%.

Ela diz que cinco países - África do Sul, Tunísia, Zâmbia, Uganda e Namíbia - são responsáveis ​​por 76% das novas infecções por coronavírus na África.

“A África está no meio de uma terceira onda desenvolvida. A trajetória preocupante de casos crescentes deve despertar todos para uma ação urgente ”, disse Moeti. “Vimos na Índia e em outros lugares como o COVID-19 pode se recuperar rapidamente e sobrecarregar os sistemas de saúde. As medidas de saúde pública devem ser ampliadas rapidamente para localizar, testar, isolar e cuidar de pacientes e para rastrear e isolar rapidamente seus contatos”.

Moeti diz que é urgente que a África receba rapidamente mais vacinas, pois a circulação de variantes mais contagiosas em todo o continente está se acelerando. Ela diz que a variante Delta, a cepa mais virulenta, foi relatada em 14 países africanos, e as variantes Beta e Alfa foram encontradas em mais de 25 países.

Ela diz que 12 milhões de pessoas na África agora estão totalmente vacinadas contra COVID-19. Ela acolhe com satisfação o recebimento de doses de vacina da unidade de compartilhamento COVAX da OMS e de doações governamentais que tornaram isso possível.

Fontes