'Operação Refúgio dos Aliados' começará o transporte aéreo de afegãos em meio à retirada dos EUA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Imagem ilustrativa

15 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

Neste mês, os Estados Unidos começarão a transportar do Afeganistão milhares de pessoas que ajudaram a apoiar as forças americanas no país durante os últimos 20 anos e agora temem por suas vidas em meio a uma ofensiva do Talibã.

A Casa Branca anunciou na quarta-feira que está lançando a "Operação Refúgio dos Aliados" para muitos dos que aguardam um Visto Especial de Imigrante (VEI).

"Em termos de números específicos, não poderei fornecê-los por razões operacionais e de segurança", disse a jornalistas a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki. "Mas posso confirmar que os voos para fora do Afeganistão, para candidatos ao SIV que já estão em andamento, começarão na última semana de julho e continuarão, e nosso objetivo é fazer com que os indivíduos elegíveis sejam realocados para fora do país em adiantamento da retirada da retirada das tropas (dos EUA) no final de agosto.

As autoridades também estão mantendo silêncio sobre os destinos dos voos de evacuação, para os quais se espera que aeronaves civis fretadas sejam usadas. Foi relatado que negociações estão em andamento com países da Ásia Central como Cazaquistão, Tadjiquistão e Uzbequistão.

Eventualmente, a operação poderia se expandir para acomodar mais dezenas de milhares de pessoas, incluindo familiares dos intérpretes, tradutores e outras pessoas que apoiaram as forças dos EUA no Afeganistão desde a invasão de 2001 para derrubar o Taleban.

"Aplaudimos a decisão do governo e esperamos coordenar com eles", disse James Miervaldis, consultor do Departamento de Defesa e presidente do conselho da No One Left Behind, que afirma ter arrecadado US $ 1 milhão para financiar passagens aéreas diretas para os solicitantes de vistos especiais.

“Estamos empenhados em garantir que os VEIs tenham todas as oportunidades de vir aos Estados Unidos com segurança”, disse Miervaldis.

"Para cumprir nossas promessas aos nossos aliados afegãos, qualquer evacuação deve incluir todos os 18.000 afegãos que trabalharam com as forças dos EUA e suas famílias", disse Jennifer Quigley, diretora sênior de assuntos governamentais da Human Rights First, acrescentando que para limitar a evacuação com base no visto o status do aplicativo "seria um dano terrível para eles e para a reputação da América em todo o mundo".

Nas últimas semanas, aumentaram os combates entre as forças afegãs apoiadas pelos EUA e o Talibã, com os insurgentes capturando um território significativo na parte norte do país, bem como algumas passagens de fronteira.

Notícia relacionada

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit