Página principal

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
(Redireccionado de Main Page)
Ir para: navegação, pesquisa
A fonte de Notícias livre que todos podem editar.
15h29min (UTC) quinta-feira, 23 de outubro de 2014
8 758 notícias em Português
Bem-Vindo · Ajuda · Como registrar-se · Propor uma notícia · Redação · Estatísticas

Predefinição:Notícia em destaque Notícia em destaque

Dispersão do vírus no mundo

Médico e professor da UnB diz que vírus chikungunya chegou para ficar

Depois de confirmados 789 casos da febre chikungunya no Brasil, tudo indica que o brasileiro terá de conviver com a doença, que é semelhante à dengue. Na avaliação do médico Pedro Tauil, doutor em medicina tropical e professor da UnB, ela chegou ao país para ficar. Segundo ele, o vírus tem os mesmos vetores da dengue, os mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus, que já estão instalados em todos os estados brasileiros.

Além disso, já houve transmissão da febre chikungunya em três estados. Na Bahia, estão confirmados 458 da doença, enquanto no Amapá e em Minas Gerais foram registrados, respectivamente, 330 e um caso. O médico adiantou que, por ter os mesmos vetores, a febre chikungunya deverá ter a mesma sazonalidade da dengue, ou seja, o período das chuvas será de picos de transmissão da doença. Pedro Tauil esclareceu que a nova doença mata muito menos que a dengue, já que, apesar dos mesmos sintomas (febre alta, dor de cabeça e nas articulações), são raras as vezes em que apresenta casos com hemorragia. No novo vírus, a sintomatologia dura de três a dez dias.
 » História completa



Predefinição:Últimas notícias Últimas notícias

Predefinição:Destaque imagem Ficheiro em destaque

Audiodefesasditadura.jpg

Creditos: EBC
Áudios de defesas judiciais feitas na ditadura serão disponibilizados pelo STM
 » História completa » Arquivo

Predefinição:Menu da seção Portais do Wikinotícias

World Map Blank.svg

Predefinição:Começar uma notícia Comece uma notícia!

Coloque um título aqui para começar uma nova notícia
Don't speak Portuguese?


Verifique se alguém já não escreveu uma notícia semelhante e procure seguir as nossas políticas de publicação.
Ajuda | Registre-se

Predefinição:ServiçosOutras notícias em destaque

Estudantes fazem protesto em frente ao Supremo Tribunal Federal contra a impunidade nos crimes da ditadura militar. Simulam o método de tortura conhecido como pau de arara.

ML-SP forjava laudos de mortes de presos políticos na ditadura, diz comissão

Uma audiência da Comissão Estadual da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo e da Comissão da Verdade da Associação Paulista de Saúde Pública discutiu hoje (22), em São Paulo, a atuação do Instituto Médico-Legal (IML) durante a ditadura militar.

Segundo as comissões, o IML emitiu laudos falsos sobre mortes de militantes políticos e praticou diversas fraudes durante a ditadura para ocultar a verdadeira causa dessas mortes: geralmente ocorridas após sessões de tortura.
» História completa | » ML-SP forjava laudos de mortes de presos políticos na ditadura, diz comissão

Maria da Penha

Maria da Penha quer interiorizar políticas de combate à violência doméstica

A biofarmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes disse hoje (22) que as políticas públicas para implementar, de fato, a Lei Maria da Penha, de combate à violência contra as mulheres, precisam ser ampliadas para atingir todo o Brasil. Ela participou do painel A Proteção Constitucional da Vulnerabilidade, na 22ª Conferência Nacional dos Advogados, que termina amanhã, no Riocentro.

De acordo com a ativista, somente no ano passado, sete anos depois de sancionada a lei, os equipamentos básicos chegaram a todos os estados. "Em 2013 é que as capitais dos estados brasileiros conseguiram criar seus mecanismos de política pública, que é a Delegacia da Mulher, o Centro de Referência da Mulher, casas abrigos e os juizados. Quer dizer, aos poucos as cidades colocaram uma coisa e outra, mas esses quatro equipamentos tem de existir para a lei funcionar", alertou.
» História completa | » Maria da Penha quer interiorizar políticas de combate à violência doméstica

=Solange Lourenco Gome

CNV cobra desculpas das Forças Armadas por violação de direitos humanos

pós a última das sete diligências em instalações militares onde ocorreram torturas e mortes durante a ditadura (1964-1985), o presidente da Comissão Nacional da Verdade (CNV), Pedro Dallari, voltou a cobrar hoje (7) das Forças Armadas o reconhecimento dessa prática, classificada de crime contra a humanidade. Na América Latina, o Chile, a Argentina e o Uruguai, que também enfrentaram ditaduras, militares e autoridades se desculparam pela violação de direitos humanos.

“É preciso que as Forças Armadas reconheçam que houve essa realidade, pelo bem, inclusive, da reconciliação, uma das finalidades da Comissão da Verdade “, disse Dallari, ao deixar a Base Naval da Ilha das Flores, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Em setembro, o ministro da Defesa, Celso Amorim, declarou que as Forças Armadas não negam que as práticas tenham ocorrido. “Mas também não reconhecem, e é muito importante que reconheçam”, frisou Dallari.
» História completa | » CNV cobra desculpas das Forças Armadas por violação de direitos humanos

Quiz de notícias

Vraagteken.svg

Você sabe qual a percentagem de católicos no mundo?

Descubra o quanto está informado das notícias mundiais, em nosso quiz.

Neste dia no passado da Wikinotícias

Current event marker.svg

Wikinotícias em 23 de outubro de 2012 (Mais...)

Wikinotícias em 23 de outubro de 2011 (Mais...)

Wikinotícias em 23 de outubro de 2010 (Mais...)

Wikinotícias em 23 de outubro de 2009 (Mais...)

Wikinotícias em 23 de outubro de 2008 (Mais...)


Wikimedia

Sobre o Wikinotícias

Somos um grupo de voluntários, cuja missão é construir um sitio para apresentar conteúdo actualizado, relevante e jornalístico sem parcialidades.

Todo nosso conteúdo está disponível sobre licença livre para sua redistribuição e utilização, com isso esperamos contribuir para o bem comum da globalização mundial.

O Wikinotícias precisa de você! Queremos criar uma comunidade diversificada, onde pessoas de todas as partes do mundo possam colaborar para se informar acerca de uma ampla variedade de eventos atuais. Se você deseja escrever, publicar ou editar alguma notícia, visite nossa sala de redacção e leia nossa introdução.

Iniciamos nosso trabalho em fevereiro de 2005, e hoje estamos com 8 758 notícias.

Projetos Wikimedia

Wikinotícias em números

Wikinotícias

Wikinotícias com mais de 10.000 notícias:
English (Inglês) · Polska (Polaco) · Викивести (Sérvio) · Français (Francês)
Wikinotícias com mais de 5.000 notícias:
Deutsch (Alemão) · Español (Espanhol) · Italiano · Português
Wikinotícias com mais de 3.000 notícias:
中文 (Chinês) · Català (Catalão)
Wikinotícias com mais de 1.000 notícias:
日本語 (Japonês) · Nederlands (Holandês) · Русский (Russo) · Svenska (Sueco) · עברית (Hebraico)
Wikinotícias com menos de 1.000 notícias:

العربية (Árabe) · Bosanski (Bósnio) · Български (Bulgariano) · Română (Romeno) · ไทย (Thai) · Українська (Ucraniano)

Lista completa e estatísticasComeçar uma nova Wikinews