Foto do vírus da Aids durante um ataque a uma célula mostra a sua fraqueza

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

23 de fevereiro de 2007

Uma imagem do vírus da Aids no momento exato em que o vírus tenta agarrar e contaminar os anticorpos mostra a fraqueza do vírus.

A equipe do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas e Alergias, ligado ao NIH, fez a descoberta.

No momento do ataque a um anticorpo foi possível visualizar uma proteína na superfície do vírus. Essa proteína, chamada de gp120, parece suscetível a ser atacada por esse anticorpo, o b12.

O vírus usa a proteína gp120 para grudar numa célula e infectá-la. Descobrindo o anticorpo que ataca essa proteína surge uma nova opção de vacina contra a Aids.

Segundo Peter Kwong, pesquisador do Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NHI), "Ter esse local e saber que se podem produzir anticorpos contra ele significa que uma vacina é possível". "Não quer dizer que chegamos lá. Mas sai da lista dos sonhos impossíveis e vira algo que é uma barreira técnica."

Outras vacinas

Embora haja muitas vacinas sendo desenvolvidas, só duas estão em estágio avançado de testes em humanos—uma do laboratório Merck, outra do Sanofi-Aventis.

Fontes